sábado, 8 de março de 2008

Soldados da Fé, o filme



Cercada pelo tráfico de drogas, uma igreja mantem-se firme contra as ciladas do inimigo e trabalha para que se cumpra a vontade de Deus. Amor, ódio e suspense envolvem o filme, que promete fazer com que o espectador reflita sobre os seus conceitos e acredite que tudo pode mudar!

Participação especialíssima do meu brother Vítor Martins como protagonista do filme.

Contatos: (21)91696121
E-mail: jeovarafa@hotmail.com


Uma produção do Grupo de Teatro da Primeira Igreja Batista de Quintino - RJ

domingo, 2 de março de 2008

ETERNIDADE


"O que fazemos aqui... ecoa na eternidade" (Maximus)

Esta é uma das frases mais marcantes que ouvi nos últimos tempos. Não havia assistido ao filme Gladiador, apenas um vídeo motivacional. Ao ter oportunidade, compreendi que naquele contexto, a frase tinha um significado todo especial. Inevitável comparação com a fé que dizemos professar, porque as Escrituras no alertam ricamente sobre esse fato, muitas vezes, omitido nas tribunas, domingo à noite.

Maximus, o gladiador, tinha suas ações dirigidas pela sua convicção inabalável, pessoal ou politica. Sua devoção ao imperador e àquilo que acreditava mais parece a estatura de varão perfeito citada por Paulo em uma de suas cartas. Num tempo em que os valores morais estão se diluindo parece mesmo que muitos ditos cristãos estão se deixando anêmicos pela virose da Babilônia.

"Essa é uma igreja de líderes", alguém pregou.... uhúúúúú, a platéia respondeu em polvorosa. Cenas assim repetem-se a cada culto pelos milhares de templos evangélicos de todo país. Nada contra, se junto com a euforia existisse também responsabilidade. É patético o que acontece hoje em dia e o que é pior, os jovens não estão à margem deste cenário, pelo contrário, muitas vezes são o personagem principal.

Jovens embebecidos pelo vinho da cobiça, pela necessidade psicológica de pertencer a um grupo, exibem com orgulho seus "pins" de líderes. Chefe do departamento tal, líder da mocidade, líder disso e daquilo. Parecem robotizados e, como dizem alguns pastores por aí, adestrados, para apenas manter o status quo, ou seja, as coisas como estão e sempre foram. A máquina tem que funcionar. Mas... e as vidas? E as ovelhas perdidas da casa de Israel que uma vez encontradas, precisam de cuidados? Não não... foi mal, mas, é que você está atrasado pro culto, não é? Está atrasado para o ensaio? Você sempre sem tempo. Importa aparecer na foto. Importa estar à vista da "liderança"... Você precisa produzir... é isso que Deus quer (?), não é? Freqüência de culto, pontualidade, trabalho, metas, eventos, festas, ensaios, etc etc. Não digo que isso é irrelevante. Não é. Porém, pessoas são mais importantes que coisas.

Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. João 15.13

Não precisa ser por todos. Basta uma vida. Basta uma a qual você realmente se importa e se doa sem interesse nenhum, a não ser o de fazê-lo um discípulo de Jesus Cristo. Para isso, não é necessário muita coisa, basta desejar fazer as mesmas coisas que o Mestre fazia. Talvez, esse desejo até exista, só que é tanta coisa, não é mesmo? É pressão por todos os lados, família, trabalho, estudos e até mesmo dentro da igreja. Não se deixe enganar pelo espírito do anti-cristo que transforma congregações em clubes sociais.

Então, cai na real, véio... que tipo de líder é esse que não tem seguidores? Fabricado pela ansiedade própria ou pela conveniência. Caramba! E sua vida com Deus, como fica? Sua vida, cara! Como vai ser na eternidade.... no período de 1.000 anos (é sério, tem essa parada na Bíblia. Vê lá em Apocalipse). Terás mesmo o galardão que está separado para ti? Será mesmo essa vidinha sem sal que Jesus quer pra você?

O que fazemos aqui ecoa na eternidade.

As vezes que você ouviu aquele seu amigo falar de como é lá na paróquia e como é legal. Você não o contrariou em nada, apenas ouviu ele falar e ele disse que você é um crente diferente. As vezes que você ouviu alguém buscar a própria glória e não revidou com o famoso, "Não, mas, na miiiiiiiiiiiinha igreja.... mas, o meeeeeeeu pastor...". Aquele dia que você foi lá na casa daquele novo convertido, de busão, e ficou conversando com o cara sobre um monte de coisas, nem só de igreja, e parecia até Jesus lavando os pés dos discípulos. Naquela vez que você se calou quando desceram o safarro na sua denominação ou falaram mal da igreja A ou B. Quando sua alma chorou ao saber que aquele mano ponta-firme se desviou... Jesus também chorou.

O que fazemos aqui ecoa na eternidade.

As pessoas estão reparando, não pense que não estão. O joguinho de interesse, a panela de tampa fechada... Só churrasco e praia, boliche e paint ball não formam discípulos e nem transformam vidas. Pense nisso. Jesus envia os seus para ir e pregar o evangelho, não para convidar a vir para igreja. Que coisinha mais tosca. Pregue primeiro e convide depois. Mas pregue, não fuja da responsabilidade... Ir e fazer discípulos, não ir e fazer colegas gospel, galera gospel, chiquititas gospel... ... ... Arrependa-se. Dura coisa é estar longe de Deus estando tão próximo. Desprezar aquilo que Deus mais ama: pessoas.

Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; porque a este o Pai, Deus, o selou. João 6.27

Arrependa-se. Ainda há tempo!

O que fazemos aqui... ecoa na eternidade.

O que deixamos de fazer também.

Que tipo de noiva é você?



Acaso podem sair água doce e água amarga da mesma fonte?
(Tiago 3.11)

Óóóóóóó Po-peeeeey-eeeee... com esta célebre frase, Olívia Palito se derretia pelo velho marinheiro que no final das contas sempre conquistava a simpatia e o coração da sua amada. Para quem é do departamento infantil, dá para fazer uma excelente ilustração considerando Olívia como uma crente, Brutus como o mundo e Popeye como a igreja. Eu, porém, quero ir mais fundo e passar a considerar Olívia como a igreja (não instituição, mas, conjunto de crentes), Brutus como o pecado e Popeye como a santidade ou sã doutrina. Isto porque, Olívia demonstrava em quase todos os episódios uma "quedinha" pelo marujo mau. De certa forma, até que ela gostava dos seus galanteios, suas brincadeiras e somente depois de algum tempo, gritava por socorro. Quem se lembra?

Essa dualidade da Olívia Palito, sempre entre dois caminhos, duas opções, a sua indefinição e até transmutação de um para o outro, infelizmente, pode ser trazido para a nossa realidade protestante... ops! Desculpe-me... gospel! Fatos corriqueiros, meu amigo e minha amiga, fazem o teclado disparar na minha frente porque sempre sou surpreendido com um novo odor, mais forte que o último!

Como os mais chegados já sabem, desenvolvo um trabalho na área do Marketing, onde tenho podido encontrar vários "irmãos" e qual não é minha surpresa! Isto nada significa. Não é nenhuma vantagem, porque ímpios não-crentes têm dado mais testemunho. Sei que já fora falado em artigos anteriores, mas, quando gente de brevê ministerial lança mão disso para "usar a máquina da igreja" a fim de bater suas próprias metas... quando gente de brevê ministerial agradece a Deus em terceiro lugar (pasmem!!!!) pelas suas conquistas... realmente, o Apocalipse se aproxima! Acho que interpretaram "Fará ainda coisas maiores que estas..." (João 14.12) de maneira equivocada porque nem Jesus fez brotar água doce e salgada de uma mesma fonte!!! Como os sinais seguirão os que crerem, não pára por aí.

Brutus era conveniente em determinados momentos, assim como o pecado às vezes recebe nome diferente para justificar atitudes torpes e contrárias à sã doutrina. Muito legal falar de conquistas usando os textos do Antigo Testamento. Falar sobre sacrifício, ofertas, etc. Só que é extremamente horripilante, quando se coloca o pacto da nova aliança à sombra das tábuas da Lei. Trocando em miúdos:

"Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem" (Mateus 5.44)

O mandamento é este. Não promover divisão no Corpo de Cristo jogando uns contra os outros, usar veículos de comunicação e tribunas eclesiásticas para incitar contendas e proferir palavras de maldição. Não! Elias mandou a ursa atacar quem o chamava de careca porque não tinha conhecido Jesus e seus ensinamentos. Acho que tem muita gente boa por aí que parece não conhecer também... formadores de opinião que estão treinando uma "tropa de elite" evangélica: atiradores de pedra! Lembra até a época de baile funk quando tinha lado A, lado B e os "alemão"!

"Se vocês amarem aqueles que os amam, que recompensa vocês receberão? Até os publicanos fazem isso! (Mateus 5.46)

O amor é o que o amor faz. Eu aprendi isso num livro secular (veja só!). Então não adianta falar de amor, pregar amor e blabláblá se as atitudes demonstram mesquinhez, ira e rancor. Jesus pensava assim também e por isso alertou os discípulos que fizessem diferente do que era considerado normal. Por mais que seja dolorido, o mínimo que Deus espera é o esforço para tal. Só que a água doce e amarga continuam a jorrar. Quem não concordar, está em rebeldia. Quem não estiver na visão, está "out". Ame ou deixe-me! Sem diálogo, sem argumentação. Manobras daqui e dali. Articulações para a votação na convenção. Contatos. Contratos. Daqui. Dali. Da tribuna para baixo, "Olhe pro irmão que está ao seu lado e diga: você é importante pra mim!" (dãããã); da tribuna pra cima, "Tal pastor não prega mais aqui, tal ministro não canta mais aqui...". Panelas cerradas. Tampas fechadas. Aos publicanos, tudo. Aos inimigos, a Lei!

Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês. (Mateus 5.48 )

Não é um pedido. Não é uma promessa. É uma ordem...

Deixa isso pra lá, dizem alguns. Um conselho no mínimo prudente, no entanto, de tanto empurrar com a barriga tenho calos! E água amarga dá náuseas, vontade de vomitar. Que tipo de noiva você é? Uma que "fica" aqui e ali. Uma que abre mão da dor e se conforma com o intolerável? Tem certeza de que o foco é o "Venha a nós o Teu Reino"? Ou será que isso já não faz mais razão. Lembra de quando era novo convertido e que ia para a igreja a pé? Ia para aqueles congressos de adoração e saía embriagado pelo Espírito, decidido a ser a manifestação dos filhos de Deus na terra? Mas, as preocupações deste século... ou do seu "isso" e "aquilo", da visão humana maquiada de espiritual lhe cegaram. Os números apagaram a chama da paixão de Cristo em ti... ficando apenas com a parte light do Antigo Testamento, esquecendo até mesmo do juízo de Deus.

"Que os sacerdotes, que ministram perante o Senhor, chorem entre o pórtico do templo e o altar, orando: "Poupa o teu povo, Senhor. Não faças da tua herança objeto de zombaria e de chacota entre as nações. Por que se haveria de dizer entre os povos: 'Onde está o Deus deles?' Então o Senhor mostrou zelo por sua terra e teve piedade do seu povo. O Senhor respondeu ao seu povo: "Estou lhes enviando trigo, vinho novo e azeite, o bastante para satisfazê-los plenamente; nunca mais farei de vocês objeto de zombaria para as nações"
. (Joel 2. 17-19).

Arrependimento de cima pra baixo. Prosperidade fruto do arrependimento. Quem diria, hein? Que tal fazermos uma campanha de santidade? Um culto da conquista precedido pelo culto do arrependimento... e ENTÃO, a prosperidade virá...

Segundo o apóstolo Pedro, somos todos geração eleita, sacerdócio santo! Sendo assim, convido a todos para chorarmos juntos. Para nos arrependermos juntos...

Amém!

Irmão André
Teu Alliadoo


Porque alguém tem que ter a cabeça numa bandeja de prata...

Na Terra das Aparências


Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3.16

Sobre os ímpios ele fará chover brasas ardentes e enxofre incandescente; vento ressecante é o que terão. Salmos 11.6

Na Terra das Aparências é o nome do cd de uma das minhas bandas preferidas. Não consegui encontrar uma outra gravura que ilustrasse tão bem o que vivemos hoje em dia. Não quero ser repetitivo, porém, a conivência e o consenso em torno de se conformar com o pecado disfarçado é gritante e nos faz refletir uma vez mais. Muita gente boa dentro dos nossos templos não sabe que o inferno existe e nem mesmo que o pecado, mesmo perdoado, traz conseqüências irreversíveis. Veja o que Paulo diz:

“sua obra será mostrada, porque o Dia a trará à luz; pois será revelada pelo fogo, que provará a qualidade da obra de cada um. Se o que alguém construiu permanecer, esse receberá recompensa. Se o que alguém construiu se queimar, esse sofrerá prejuízo; contudo, será salvo como alguém que escapa através do fogo. Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; pois o santuário de Deus, que são vocês, é sagrado. Não se enganem”. 1Co 3.13-18

Ele diz que mesmo salvo, você terá prejuízo, e adverte para que não nos enganemos. Por outro lado, o que se percebe atualmente é uma pregação “xuxaniana”, do tipo “Doce doce doce, a vida é um doce, vida é mel”, uma pregação que reduz a Palavra a uma caixinha de promessas até porque mesmo as exortações parecem passar por uma censura branca. Acredito num Pai de amor sim, mas também, num Pai que corrige e nem sempre me fala o que gostaria de ouvir.

Cuidado!

Na Terra das Aparências a pregação é à moda Kardec, ou seja, apenas partes selecionadas das Escrituras, partes estas que visam respaldar achismos e opiniões humanas. Eu creio numa Bíblia que é toda ela apta para redargüir e consolar. Toda ela e não apenas parte. Tem muita ovelha que está sofrendo de anemia. Falta vitamina, falta proteína. Palavras cheias de calorias no domingo à noite que mal duram até a hora de chegar em casa. E assim vai se vivendo na Terra das Aparências! O culto foi uma “benssa” mas, não me pergunte o que foi pregado porque não me lembro... Ovelhas mirradas e famintas surgem aqui e ali e se pegam vivendo uma vida meio Arquivo X, “A verdade está lá fora”. Conjecturar virou o verbo da moda. Algumas conjecturas, alguns exemplos do cotidiano e pronto: lá se foi mais uma pregação. A sã doutrina e a justiça? Não, não... não é isso que o povo quer ouvir. Ah, mas é assim mesmo, nem sempre a palavra é pra você, dirão alguns. Sim, é verdade. Curioso é que tem ovelha se perguntando porque a palavra nunca é para ela e na tentativa de se manter “o sistema” vem a resposta, É assim mesmo...

Enterraram a Teologia da Cruz de Martinho Lutero. Romperam com a tradição e criaram outra: não ter tradição. Com essa desculpa, a banalização da reverência criou a figura de um jesus-colega. Eu duvido muito do efeito da oração de um justo que ora mascando chiclete feito um bode. Das palavras proféticas de lábios que dizem que “vão ver...” e nunca vêem, que dizem fazer isso e aquilo, mas, nunca o fazem. Do amor interessado em cargos e destaque. Da comunhão provinciana e da congregação cheia de capitanias hereditárias. Eu duvido e protesto! Protesto contra o joguete para ser ordenado, para ser convidado para pregar. Protesto contra os testemunhos previsíveis e contra a “irmandade” que controla o “establishment”. Protesto contra o riso no lugar do choro e contra o júbilo que afasta o arrependimento!

“Eu odeio e desprezo as suas festas religiosas; não suporto as suas assembléias solenes. Mesmo que vocês me tragam holocaustos de ofertas de cereal,isso não me agradará. Mesmo que me tragam as melhores ofertas de comunhão eu não darei a menor atenção a elas. Afastem de mim o som das suas canções e a música das suas liras. Em vez disso, corra a retidão como um rio, a justiça como um ribeiro perene!”. Amós 5.21-24

Cuidado!

Quando Amós escreveu estas palavras, o povo de Israel tinha sua prosperidade como um sinal da benção de Deus, mas, não era bem isso. O povo estava equivocado. Deus não mudou, não. Por isso, Ele amou o mundo de tal maneira que mesmo assim não mudou de idéia em relação aos ímpios. Todos teremos a recompensa devida. Eu quero e vou prosperar, mas, também quero Te Ver, também quero ter um coração quebrantado igual ao Teu. Quero ser Santo, Senhor. Se você estiver disposto a me ajudar, pode me escrever. Vamos fazer uma teia de oração e clamar para sermos a manifestação dos filhos de Deus nesta nação, em nossa cidade, em nossa família. Vamos cumprir com a nossa palavra toda vez que prometermos. Vamos cumprir com nossos compromissos. Vamos exortar quando for para exortar, encorajar quando for para encorajar. Vamos buscar sinais. Eu protesto contra argumentações sobre o fato da igreja contemporânea não viver os sinais da igreja primitiva até porque, se você procurar um pouquinho vai encontrar. Não, não quero viver de aparências, Senhor. Eu quero mais, mais de Ti.

Eu protesto contra a Terra das Aparências!

E você?

“A Teologia da Cruz deveria mudar o nosso modo de ver a salvação. Se desejamos que nossas igrejas abriguem corridas pela superioridade moral e espiritual, podemos silenciar a teologia da cruz enquanto tentamos subir a escada da justiça própria. Todavia, se queremos encher nossas igrejas de pessoas que brilhem com a glória, gratidão e confiança inabalável no amor e na aceitação por parte de Deus, devemos ensinar essa teologia da cruz e a estranha maneira de Deus fazer pecadores quebrantados e tornarem santos complexos”.

(Martinho Lutero)

Católicos evangélicos ou Evangélicos romanos?


...Tomara que foras frio ou quente! (Apocalipse 3.15)


Eu sou contra o ecumenismo inter-religioso e penso que a Igreja é imaculada, real e santa. Por outro lado, as estruturas que a detém se parecem cada vez mais com aquela da qual romperam um dia. Em tempos de visita papal ao nosso país, novamente fora feito um alarde sobre a perda de fiéis católicos para as igrejas evangélicas e muito se falou sobre os paradigmas defendidos por Bento XVI. Ainda que sob uma concepção deturpada do todo, estaria ele completamente errado no que defende (contra o aborto e o homossexualismo)? O crescimento numérico dos protestantes reflete de verdade uma distância entre a igreja evangélica (enquanto organização) e a igreja católica?

Pensemos juntos.

EXCOMUNHÃO

Artifício utilizado na denominação romana para punir aqueles que não se adequam à doutrina católica.

Recentemente um jovem pregador ministrou uma mensagem cujo tema foi pecado, justiça e juízo. Em nada se contrapôs com as pregações do seu pastor, apenas, abordou um outro assunto, diferente do habitual. Os jovens da congregação não gostaram e ligaram para o pastor em protesto. Este aconselhou o jovem a mudar seu estilo, a pregar sobre outras coisas, a escutar mais mensagens de A e B. Algumas mexidas aqui e ali e nosso jovem pregador foi posto de lado perdendo o comando da juventude. Colocaram outro em seu lugar...

Esta não é a história de Lutero, mas sim, fato verídico acontecido semanas atrás numa congregação protestante (?). Não seria isso uma excomunhão velada? Isso não é pecado?

Depois Amazias disse a Amós: —Fora daqui, seu profeta! Volte para a sua terra de Judá e ganhe a vida por lá com as suas profecias. Pare de profetizar aqui em Betel, pois este é o santuário onde o rei adora, este é o templo principal do país. (Amós 7.12-13, BLH)

Ao que parece, um costume antigo usado pela religião. Encontramos aqui, um ponto em comum, entre as denominações Romana e evangélica.

INFALIBIDADE

Todos os fiéis católicos crêem e apregoam que o papa é infalível, pelo menos é isso que aprendem nas aulas que recebem.

Um discurso cada vez mais enfático nas denominações neopentecostais fala sobre sermos submissos e jamais questionarmos uma autoridade. Isso é correto e bíblico, porém, inspira cuidados quanto à maneira como se faz uso disso. Submissão é uma coisa, idiotização é outra. Aprendi na escola que dúvidas são salutares e devemos sempre perguntar quando não entendermos para que a dúvida não se transforme em dívida. Cada caso um caso, é verdade, existem sim os rebeldes e os que são “do contra”, mas, nem todos. Tirar a contra-argumentação dá margens a divagações desnecessárias. Dizer que um contra-ponto ou discordância é sinal de rebeldia coloca em dúvida a obra de Lutero, porque, sem esses artifícios, até hoje, teríamos apenas uma única denominação.

Uma capacidade incomum e invejável é ler a Bíblia e compreender por completo todo o contexto, tanto de maneira literal como espiritual. Ou realmente os crentes estão em um nível altíssimo de discernimento ou simplesmente não meditam quando lêem, porque até mesmo o autor da Palavra tem o hábito de pesquisar, de investigar, uma vez que Ele esquadrinha os corações! Muitas vezes o novo convertido está com todo gás, cheio de fome por conhecimento e o que acontece? Por vezes recebe uma “resposta 3x4” que mina a sua motivação de procurar saber mais. Obrigado Senhor, porque comigo foi diferente! (Deus abençõe o, na época, diácono Francisco que pacientemente ouviu e respondeu a um verdadeiro tiroteio de “porquês” e argumentações lógicas de um pecador arrependido que só queria aprender um pouco mais...).

Infelizmente, dá menos trabalho ensinar a cartilha dos dogmas do que a doutrina bíblica e cristocêntrica. Mesmo não gostando, quem come carne, come legumes, porém, a complicação aparece quando não há nenhuma orientação a respeito. “Aqui é assim!” e pronto.

Encontramos aqui, mais um ponto em comum entre as denominações Romana e evangélica.


TEOLOGIA

Os próprios fiéis católicos afirmam que não há um incentivo à leitura da Palavra de Deus.

Nalgumas congregações, o incentivo existe, mas nem tanto ou apenas para determinadas partes. Toda vez que ouço “Pra que estudar o Apocalipse?”, a minha mente exclama: “Eu, palhaço. Deus, incompetente”. Sim, irmãos, não se escandalizem, porque de acordo com esta ótica, observe. Veja que falha absurda!!! Deus permitir que permanecessem na Bíblia textos inúteis que não servem para nada, nenhuma contribuição para sua vida cristã! (Meu Deus!).

Meu Deus! Que tipo de geração estamos formando? Uma geração que dança, que pula, que sabe tudo sobre “a visão” e nada sobre o cristianismo e a Palavra de Deus. Pessoas com certo tempo de caminhada, incapazes de contradizer uma Testemunha de Jeová, por exemplo. Pessoas que mal se dão ao trabalho de esquadrinhar a Bíblia para saber se o que ouvem está de acordo com o que Deus é e diz. Coam um mosquito, mas, engolem pregações com texto fora de contexto e interpretações mirabolantes feitas para encaixar os versículos naquilo que o homem quer transmitir. Incrível.

No passado, os padres queimavam Bíblias em praça pública. No presente, inúmeras denominações simplesmente aboliram a Escola Bíblia Dominical. Essa ruptura com as origens, sob a desculpa de que o modelo é ultrapassado e não funciona gera um profundo desconhecimento das pregações paulinas, base do Novo Testamento. Isto é reforçado, às vezes, quando surge a impressão de uma tentativa de se voltar à Lei e à aliança mosaica, época em que havia apenas um sacerdote e não uma geração de sacerdotes. Efeito colateral sabido é muita gente boa, dentro da igreja, caminhando “sem lenço e sem documento”, exposta às vãs doutrinas e sem conhecimento.

Sim, muitos homens de Deus se deixaram congelar pelas filosofias e pelos livros, tornaram-se doutores da lei pela força do próprio braço. Por outro lado, um sem número deles não se deixou fascinar pelo status do anel de formatura, nem pelos anos de estudo. Qual merece ser tomado como exemplo? Esta falta de moderação tem como conseqüência: jovens desinteressados pelo episcopado.

Encontramos aqui, um ponto em comum, entre as denominações Romana e evangélica.

LITURGIA / HIERARQUIA

Exceto as carismáticas, a maioria das reuniões católicas romanas seguem o mesmo padrão de missas: mesma homilia (mensagem), mesmas rezas, mesma duração, mesmas coisas sempre.

No lado dos evangélicos, cultos que sempre tem hora para começar e terminar religiosamente ou nunca tem, uma sempre prega no AT, outra sempre no novo, louvor com duas músicas agitadas no começo e duas mais calmas depois (pra lá, pra cá, levanta a mão, abaixa a mão, pega na mão do seu irmão, bate palma, fecha os olhos, o Senhor está aqui!!! – se não avisa, véio... talvez passava batido...), etc. etc. etc.

Nada contra a ordem um norte para organizar a reunião, porém, que diferença há entre nós e Roma quando a adoração espontânea toma conta do lugar e o líder da igreja pega o microfone e “Améééééém... amééééém... podeis assentar...”???? Se o Espírito é soberano, como eu posso estar pulando euforicamente num instante, no outro estar me quebrantando, no instante seguinte falar em línguas e logo em seguida calar e me sentar, tudo num espaço de 30 minutos mais ou menos? Aliás, só pra não deixar passar, aos que já foram naquele retiro (aquele)... na busca pelo Espírito Santo, vem um irmão e começa a pedir pra você repetir o que ele está falando. Tá de brincadeira?! Por isso a pessoa responde quando dizem “Fale em línguas agora!”, pois, ele não foi batizado, apenas decorou três sílabas desconexas e repetitivas.

Será que os evangélicos podem mesmo acusar os carismáticos romanos de imitação?

O orgulho da tradição, das posições, da hierarquia, o tapinha nas costas, o “Doutor” acrescentado antes do nome (mesmo sem ter doutorado em nada), as transferências inexplicáveis de um e de outro para tais e tais lugares, as ordenações pendentes a fatores meramente naturais, o “banco” ou disciplina de maneira parcial, pecado encoberto, tráfico de influência, acepção de pessoas, troca de cargos e outros. Marque a alternativa correta: a) retrato de algumas hierarquias evangélicas; b) retrato da hierarquia romana.

Encontramos aqui, mais um ponto em comum, entre as denominações Romana e evangélica.

SALVAÇÃO

O papa diz: “Não há salvação fora da igreja católica”. Algumas denominações evangélicas proclamam ter “A” revelação, serem “A” igreja dos nossos tempos...

Encontramos aqui, mais um ponto em comum, entre as denominações Romana e evangélica.



CONCLUSÃO

“Quem é esse cara pra falar isso tudo?”, você pergunta. Sou apenas um rapaz imperfeito lavador dos pés dos meus irmãos. Nada pessoal, nada de indiretas... apenas uma convocação para meditarmos e respondermos, Quem nós somos? No que nos transformamos? Complicado pra mim, irmão, ligar o rádio e ouvir pessoas que tem “pr” antes do nome dizer “Ei, você que está nessa denominação, saia enquanto é tempo!”. Voltamos à época dos Juízes e eu nem sabia. Juízes com espada na mão que apontam os neopentecostais como os causadores de todos os males com a sua teologia da prosperidade (fácil falar assim com seu carro do ano, seu emprego estável e seus filhos estudando na melhor escola. Você não tem cartinhas cinzas chegando pela fresta da porta, telefone cortado, esposa dizendo “Eu não casei pra isso”, ordem de despejo, criança doente a cada três meses, roupas velhas, salário só pra pagar contas, aperto, dores de cabeça, insônia, vizinhos que não acreditam no seu Deus porque sua vida não lembra Ele nem de longe, preocupação com as contas que atrapalham a oração, a leitura da Bíblia, sorriso amarelo na igreja, vergonha, sapato furado, depressão, baixa estima, dor). Juízes que cospem na história e dizem que a Doutrina da Graça (João Calvino) é do diabo. Juízes maus que manipulam ovelhas com sua Psicologia e que dão nome de “revelação” às suas próprias opiniões!

Quem nós somos? No que nos transformamos?

Eu falo a vós, jovens eleitos, que façam a diferença a partir de agora. Não temam o homem mau, apenas, cumpri o vosso chamado, o vosso chamado e não o dos outros. Se pregar palavra de vitória, amém. Se corrigir, amém. Se prosperidade, amém. Se profeta, amém. Não vista a armadura de Saul, se sois Davi. Faleis bem das denominações que criticam a vossa, dos tosquiadores de ovelhas que vos ferem com palavras. Oreis pelos inimigos do Reino e tendes comunhão com todos, com os da “Paz do Senhor”, amém, se com os de “Graça e Paz”, amém. Pregueis o evangelho do Reino. Buscai primeiro o Reino. Fazei o que for preciso pelo Reino!

Vamos todos pensar no que tem sido nossa vida, o que temos falado, para onde estamos indo. Do que vale uma guerra santa? Do que vale sermos os maiores e piores ao mesmo tempo? O que você realmente quer: que sua família vá para a sua igreja ou que ela se converta? Qual é o foco: fazer a vontade do Pai ou ter a razão?

Vamos nos reformar! Façamos uma nova reforma, segundo o conselho do apóstolo Tiago:

Cheguem perto de Deus, e ele chegará perto de vocês. Lavem as mãos, pecadores! Limpem o coração, hipócritas! Fiquem tristes, gritem e chorem. Mudem as suas risadas em choro e a sua alegria em tristeza. Humilhem-se diante do Senhor, e ele os colocará numa posição de honra. Meus irmãos, não falem mal uns dos outros. Quem fala mal do seu irmão em Cristo ou o julga está falando mal da lei e julgando-a. Pois, se você julga a lei, então já não é uma pessoa que obedece à lei, mas é alguém que a julga. Deus é o único que faz as leis e o único juiz. Só ele pode salvar ou destruir. Quem você pensa que é, para julgar os outros?
(Tiago 4.8-12, BLH)


O Noivo está às portas e virá para um organismo vivo, não uma organização. Vamos nos ajudar mutuamente, celebrando a multiforme graça e mirando os bons exemplos. Graças a Deus, eles existem!

“Percebo que, nos meus vinte anos de observação no Reino de Deus, que pessoas e mestres têm dificuldade com o equilíbrio(...). Um mestre da Palavra de Deus tem a responsabilidade de se fazer entender de maneira sensata, para que os crentes de qualquer nível espiritual compreendam(... ). As pessoas carnais ouvem a mensagem com um “ouvido carnal”. Durante seu crescimento espiritual, elas podem ouvir a mesma mensagem de maneira completamente diferente do que ouviram na primeira vez. Isso não quer dizer que a mensagem estava errada, mas uma pouco mais de esclarecimentos poderia ter evitado que os “bebês” espirituais ficassem inseguros. A maioria dos mestres tem uma “tendência” própria em seus ensinamentos – o que é legítimo. Isso tem a ver com o chamado de Deus na vida deles. Alguns são chamados para exortar e manter os filhos de Deus animados, zelosos e perseverantes, outros podem ser chamados para ensinar a fé e outros, prosperidade. Há aqueles que são chamados para ensinar quase exclusivamente finanças. Muitos têm sido chamados para ensinar e ministrar a cura. Penso que quando as pessoas são chamadas para fazer alguma coisa, estão tão cheias do que Deus colocou nelas que, se não forem cuidadosas, podem ficar tendenciosas. Podem começar a agir como se o que estão fazendo fosse a ÚNICA COISA MAIS IMPORTANTE da Bíblia. Isso pode não ser intencional, mas novamente sinto que é nossa responsabilidade ter certeza de que estamos apresentando o material de forma equilibrada, lembrando que os “bebês em Cristo” só conhecem o que ministramos a eles, e nada mais (...). Os extremos são, na verdade, o playground do diabo”.
(Eu e Minha Boca Grande, Joyce Meyer, págs 16, 17, 18, grifo meu

"Me corta, Mick... me corta!"



“Portanto, se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida coxo ou aleijado do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno” Jesus Cristo

Eu considero a saga balbodiana, talvez, a mais rica em ensinamentos condizentes com a Palavra de Deus. Muitas cenas dos vários filmes traduzem de maneira simplificada as qualidades comportamentais de um verdadeiro cristão. Particularmente, tirei e tiro muitas lições de Rocky Balboa, até hoje, mas, agora, eu destaco a que parece mais propícia no momento.

Ele era um lutador já em fim de carreira. Estava com a oportunidade de mudar de vida em suas mãos. Ele tinha que vencer. Por ele mesmo, pela sua esposa, ele precisava ganhar a luta e conquistar o cinturão de ouro. Nada poderia impedi-lo. Ele estava decidido a ir até o fim e por isso, nos últimos minutos de combate com Apolo Doutrinador, num ato extremista, disse a célebre frase: “Me corta Mick, me corta...”. Seu olho inchado não seria impecilho. Ele ficava cego, mas, o cinturão era dele. Superação. Concentração. Definição. Sacrifício. Tudo em prol do seu objetivo maior! Balboa não pensou duas vezes em “cortar” aquilo que lhe impediria a vitória. Não ficou pensando, “vô vê...”, não. Ele apenas cortou.

A esta altura, você pode estar pensando: Bah... é apenas um filme. Sim, realmente, é apenas um filme. Deixe, então, eu lhe contar uma história real.

Em 20 de janeiro de 1999, Roy Pontoh, 15 anos, era uma das 125 crianças e jovens da Igreja Cristã Nova Aliança. Eles estavam reunidos para um acampamento bíblico na Universidade de Pattimura, na ilha de Ambom, Indonésia. O tema do acampamento foi: “O Exército de Deus”. (...) Por volta das 2 horas da tarde, extremistas e guerrilheiros da Iaskar Jihad convergiram para frente do portão da universidade formando uma multidão. Conforme ela crescia, as crianças ouviam o som dos gritos e cantos aumentando. Um dos pais disse: “Melhor escondermos as crianças”. Seguindo aquele comando, os outros ajudaram os menores a encontrarem esconderijos nos quartos do complexo. Então, eles mesmos se esconderam e começaram a orar. Duas horas depois, o grupo conseguiu entrar com machadinhas, lanças, facas e tacos em suas mãos. Eles encontraram muitos adolescentes, os forçaram a sair dos esconderijos e os espancaram sem dó. Roy Pontoh estava no meio dos que foram descobertos. Eles foram separados do grupo e colocados no salão de jantar onde apanharam e foram insultados. Roy foi espancado diversas vezes. Os extremistas começaram a questioná-lo: “Quem é você?”, “Sou um soldado de Deus!” Roy respondeu tremendo. Então, o homem que fez a pergunta deu uma machadada no ombro esquerdo de Roy. O golpe quase decepou seu braço. A mesma pergunta foi refeita e Roy deu a mesma resposta e recebeu mais uma machadada no seu ombro direito. O homem perguntou pela terceira vez: “O que é um soldado de Deus?”. Em agonia, Roy respondeu: “Um soldado de Deus está pronto para morrer por Cristo”. Mais um golpe e a lâmina do machado abriu sua barriga, “Jesuuuuuuuuuuus!!” foi a última palavra do nosso irmão. Ele caiu de joelhos e o executor cortou sua garganta. (
www.portasabertas.org.br/paises)

O que você me diz?

Roy talvez não tenha tido tempo de ser consolidado, nem de participar de nenhum congresso de adoração, avivamento, festival de pipoca, pizza, festas gospel, vigílias, etc. Apesar disso, não negociou a sua identidade, não negociou sua santidade e nem vendeu sua integridade. Seus braços o fariam pecar, literalmente, mas, ele manteve-se concentrado, decidido e comprometido com o seu Deus. Seus olhos pareciam estar na eternidade e quem sabe, como Estevam, esse adolescente não tenha contemplado os céus abertos? Roy, merecidamente, hoje é um primícia e ressuscitará primeiro na II vinda do Salvador! Meu Deus!

Meu Deus! Levante mais Roys em nossa geração, Senhor!

"Quem ama a sua vida perdê-la-á, e quem, neste mundo, aborrece a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna"
Jesus Cristo

Por amor a este mundo, cenas grotescas tem feito parte de nossos cultos. A menina que sempre se ajoelha, em “arrependimento”, adoração (?), com a mão para trás. Não, ela não está endemoninhada. Isso é para que não apareça o seu “cofrinho”. Que palhaçada! Ninguém quer cortar o pecado. Pensa-se na dor, na falta, mas, ninguém se lembra do que disse Paulo: Não entristeçais o Espírito Santo! No mês de março, ouvi um burburinho por causa de uma determinada lei em discussão no congresso, sobre os homossexuais. Muitos crentes expressaram sua indignação com as propostas levantadas e coisa e tal. Okay, acho bastante válida a manifestação contrária, mas, péraí! Já faz tempo que um espírito de “Power Ranger rosa” adentrou em vários templos e ninguém faz nada! Rapazes com 285 anos de igreja e ausência de masculinidade nos gestos, na fala, etc. estão em toda parte: back vocal, teatro, dança e até departamento infantil! É o Apocalipse!!!


Longe de mim, desdenhar de alguém que tenha problemas nesta área, pelo contrário. Conheço um irmão que foi sujeito-homem o bastante para reconhecer suas deficiências e pedir ajuda aos seus pastores, além de ter a hombridade de se afastar de todas as tarefas eclesiásticas. É por aí... Processo de libertação que não acaba nunca, onde não se vê nenhum esforço de mudança?

“Portanto, se a tua mão ou o teu pé te escandalizar, corta-o e atira-o para longe de ti; melhor te é entrar na vida coxo ou aleijado do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado no fogo eterno”
Jesus Cristo

Às vezes, parece repetitivo bater na mesma tecla, porém, parece-me que João Batista fazia a mesma coisa: Arrependei-vos, arrependei-vos! Um evangelho adulterado, cheio de concessões e distorções é o que muitos querem. Você é incapaz de abrir mão de uma amizade, de uma roupa, de um prazer carnal porque estamos no tempo da graça. Parabéns! Você terá a incrível oportunidade de ter uma aula sobre a Graça do Senhor pessoalmente com Ananias e Safira!

Você fede a peixe como o profeta Jonas! Você vai e volta, peca-chora-peca de novo... Não passa de um cão e não sou eu quem falo isso!

“...O cão voltou ao seu próprio vômito; a porca lavada, ao espojadouro de lama”
2Pedro 2.22

Será que não percebe que suas mãos estão sujas com o sangue do Cordeiro? Sim, sujas e não lavadas. Toda vez que você não atende à voz do Senhor, não abre mão de suas paixões e peca com o seu “pecado de estimação”, é como se dissesse: “Jesus, eu até gosto de você, mas, o que fez não é suficiente para me convencer a mudar de vida!”. E tome cusparada, chicotadas e açoites novamente.

Tudo bem. Inferno não é muito falado hoje em dia. Parece sim, que os primeiros cristãos estavam mais interessados na segunda vinda do que nós. Mas, alerto, é tudo verdade! Você está na mira das 7 taças da ira de Deus! Você acha que o que faz passa desapercebido porque você ainda canta na igreja. Deixe estar... eu quero ver você enganar o Pastor do Salmo 23!!! Todo bonitão, toda gatinha, todos saradões servindo de combustível no lago de fogo e enxofre. Não precisará esconder o seu “cofrinho” quando estiver lá!!! Sua cara de pau será queimada como um tição, a mesma com a que você era obreiro na igreja e cantava as menininhas fora dela!

Arrependa-se agora! A tua casa vai cair! Vão acabar descobrindo, se arrepende logo agora! Nem espere chegar na igreja, ligue agora pro pastor, confesse a sua culpa para que seja curado(a)! Arrependa-se! Ou servirá de chacota pros demônios... comédia! Não adiantará se esconder, todos olharão e dirão, Ih... aquele ali não é fulano...?

“Como se um homem fugisse de diante do leão, e se encontrasse com ele o urso ou como se, entrando em uma casa, a sua mão encostasse à parede, e fosse mordido por uma cobra”
Amós 5.19

Você sabe muito bem o que te faz pecar. Quem te faz pecar. Corte! Não consegue sozinho, grite por ajuda, no melhor estilo Rocky Balboa! No desculpas... caso contrário, prepare-se. O acerto de contas vai começar:

“...então, eu também vos farei isto: porei sobre vós terror, a tísica e a febre ardente, que consumam os olhos e atormentem a alma; e semeareis debalde a vossa semente, e os vossos inimigos a comerão”
Levítico 26.16

sábado, 1 de março de 2008

"Eu gosto da igreja e do mundo"









Assim, porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.
(Apocalipse 3.16)


No último feriado, eu adentrei numa loja de calçados femininos e neste exato momento tocava uma música secular. Enquanto minha esposa querida experimentava um modelo, eu me peguei refletindo sobre aquele verso, “e eu gosto de meninos e meninas”. Sério. Não precisa ficar preocupado porque não ouço música secular (e também não recrimino meus irmãos em Cristo que escutam. Cada um dará conta de si Naquele Dia. Ponto.), porém, escritores, poetas, cronistas e tantos outros escrevem coisas de certo proveito, afinal, “mulas” não são “eunucos de boca”. Não pare a leitura aqui e então entenderás!

Eu fiquei a refletir sobre esse dualismo tão presente em tempos de pós-modernidade e percebi, infelizmente, uma semelhança brutal com o dia-a-dia de tantas denominações evangélicas. A ambigüidade é o gás venenoso que está matando muitos crentes e deixando muitas congregações anêmicas e sem cor. Sim. A identidade parece não estar definida, ninguém sabe o que quer ou que é realmente e daí, muita gente boa está cantando no chuveiro: “Eu gosto da igreeeeeeja e do muuuuuuundoooo”. São os “bi-espirituais” ou evangélicos não-praticantes. Não concorda? Pois bem, eis o “yng yang” gospel:

O jovem toca na igreja e “toca” no banheiro de casa; Pastor-maçom e maçom-pastor; Jovem pura na igreja e erótica no Orkut; Culto sábado até às 10 x balada depois das 10; Irmão que sobe o monte pra orar e sobe no poste pra colocar um “gato”; Na igreja, “eu preciiiiiiiiso de ti, queriiiiiiiiido irmão”; fora dela, “Tô nem aí... tô nem aí”; Diz-se fazer para Deus, mas, “ai se eu não estiver na escala!!!!”; Boca que louva e ao mesmo tempo pragueja; Adoradores extravagantes ladrões de dízimos e ofertas; Comunhão tramontina: só com quem faz parte da “panela”; Palavras, palavras, palavras...

Encontrei um velho conhecido outro dia. Anos atrás, ele já se dizia evangélico e eu, no mundão, não entendia como seus atos eram piores que os meus. Agora, diz ele, está mais devagar, só de vez em quando é que “dá uma pecada”... (?????).

Por essas e outras eu gostaria muito de crer na pregação de algumas reuniões de avivamento e congressos em que se afirma “Vamos ganhar essa cidade pro Senhôôôôôôô!!!!” e a galera no maior gás, uuuuhoooo... É muito legal, acho bonito pra caramba, porém, não consigo enxergar biblicidade neste discurso. Nínive foi um caso à parte, uma exceção, tanto que muitos declaram que se você não quiser fazer a Obra, Deus levanta outro. Engraçado que com Jonas foi diferente, né? Portanto... Nem mesmo a Terra Prometida era 100% convertida (leia os últimos capítulos de Josué), então... vamos para a Bíblia! Se você crê do contrário, vai na tua fé, porém, esse clima de “embarque neste carrossel, onde o mundo faz de conta, a terra é quase um céu” é propício para não atentarmos para a vida como ela é.

Nem mesmo uma congregação é 100% convertida, como então, querer ganhar uma cidade inteira?

Deixai crescer ambos juntos até à ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: colhei primeiro o joio e atai-o em molhos para o queimar; mas o trigo, ajuntai-o no meu celeiro
(Mateus 13.30)

Sim, preguemos aleatoriamente, preguemos para todos, chamemos a todos... alguns são escolhidos e isso precisa estar claro para que não caiamos na pieguice.

Que tal, antes de ganhar as nações, ganharmos a nós mesmos? Olharmos para dentro e limparmos o interior do copo? Que tal crescermos para baixo e depois, então, para cima? Aumentamos em número nos últimos anos para a direita, para a esquerda e... estamos obesos!!!!! Gordura!!! Reuniões com o pastor A lotada... bispo B, entupida e no dia-a-dia, han... templos com 500 cadeiras e 495 vazias durante o culto. Crescemos ou inchamos?

Quando tem convidado, sempre se abre o culto com o famoso “Todo mundo aqui veio por causa de Jesus, améééééém? Améééééééééém...”. Que amém, que nada! Se A ou B não estivesse ali, vai me dizer que o lugar estaria lotado? Então, vamos jogar limpo, poxa, é tão mais fácil e porque não, ético. Jesus é tudo pra mim, mas, tenho sim ministros com os quais me identifico e me regozijo na maneira como Deus os usa. Talvez, também por isso, os irmãos de Éfeso choraram e pediram para que Paulo não fosse embora. Idolatria? O fariseu dirá, “Eu não fico atrás de tal pregador...”. Tua auto-suficiência será contra ti. Será por isso que ninguém fica atrás de você para pegar um conselho ou te ouvir?

Pra que esse orgulho besta? Por que tanta dificuldade em reconhecer suas mazelas? Será hipocrisia ou ingenuidade? Ó, não fale assim se não o irmão sai da igreja... não, não fale assado, não é assim... Não preguemos sobre o juízo, justiça, pecado, inferno, diabo... o negócio é estratégia. Tem que ter uma estratégia, tem que ter um “plus”, uma animação, um “q” de programa de auditório, um atrativo a mais... ótimo. Tudo é muito legal e válido! Mas, por que o jovem se converte em março e desvia em abril? Ele era mais convicto quando estava na torcida organizada...

Esse superficialidade se dá porque somente a Palavra de Deus toca na divisão da alma e do espírito. Ali está a sede das nossas vontades, chamada pela Medicina de hipotálamo, eu creio assim. Essa parte do cérebro é responsável pelo desejo. Uma vez atingida pela Palavra, a pessoa começa a sentir vontade de ir à igreja... de orar... de escutar louvor... de ler a Bíblia... SOLA SCRIPTURA!!!!!!! Sem Psicologia ou técnicas para isso ou aquilo... Vamos parar de formatar o agir de Deus e criar um “modus operandus” padrão. 7 passos para isso.... 7 passos para aquilo... Muito mais proveitoso em meus treinamentos de Marketing Multi Nível, esse discurso. A coisa tem que ir além de metodologia, tem que ter unção, revelação, brilho nos olhos (como nos velhos tempos, Brito. Cadê aquele olhar da Tribo de Benjamim? Se você não sabe sorrir, não sorria. Entendeu?).

Você líder (?) de jovens, da mocidade, dos juniores, você tem a responsabilidade de mudar a realidade e trabalhar o seu grupo qualitativamente. Cabe a você treinar um time diferente que não tem medo da verdade, sem máscaras e nem ferrugem nos sorrisos!!!!!!! Não adianta estar no protocolo, cumprir o seu papel e não ter eficácia.


A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder.
(1Coríntios 2.4)


Há esperança, apesar de tudo! Outro dia, numa reunião de jovens, uma irmã pregava e dizia: “Nossa igreja está capenga!!!!”. Deeeeeeeeeeus! Há esperança, ainda há profeta na terra dos viventes!!!! Pior do que nevar na igreja é não reconhecer que está nevando... Ali, alguns foram de uma humildade impressionante, converteram seu riso em pranto e além: meteram a mão na pá e começaram a remover a neve! É isso. A transformação vai acontecer porque o interior do prato começou a ser limpo. Devagar também é pressa. Não se preocupem em encher a casa, porque para cada Abraão, sempre existirão 318. É espontâneo.

Talvez, você seja um dos que gostam dos “canta canta louva louva” e das micaretas da vida. Como se sente? Incomodado, mas, ainda assim atraído pelas paixões da carne? Você está a um passo da cura, porque, ela vem quando se detecta a doença. Quando decidir tomar nojo do pecado e acreditar que conseguirá chegar neste nível, Deus liberará a cura e colocará um aliado do teu lado para te ajudar. Eu duvido que seja diferente. Sem essa de pobre coitado e fazer da tua fraqueza cartão de crédito para o pecado. Seja homem! Peça a ELE vontade pelas coisas do Reino de Deus:

porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar
(Filipenses 2.13)

Caso contrário, caso decida permanecer nesta dualidade, hein irmã? Coisa feia, ficar falando do namorado da outra! E você varão, terra... que dá aquela olhadinha de lado pro decote da irmãzinha (que também esqueceu de converter o guarda-roupa!). Você amado e amada “folha seca” que não tá nem aí pra nada, que pensa que “vai ver é assim mesmo e pode ser assim pra sempre”, apenas um lembrete:

Já disse isto muitas vezes e agora repito, chorando: existem muitos que, pela sua maneira de viver, se tornam inimigos da mensagem da morte de Cristo na cruz.
Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo.


Eles vão para a destruição no inferno porque o deus deles são os desejos do corpo. Eles têm orgulho daquilo que devia ser uma vergonha para eles e pensam somente nas coisas que são deste mundo.


O fim deles é a perdição, o deus deles é o ventre, e a glória deles é para confusão deles mesmos, que só pensam nas coisas terrenas.
(Filipenses 3.18-19)


“Eu gosto da igreja e do mundo”.

Pelos poderes de quem?


Esforçai-vos, pois, muito para guardardes e cumprirdes tudo quanto está escrito no Livro da Lei de Moisés, para que dela não vos aparteis, nem para a direita nem para a esquerda; para que não vos mistureis com estas nações que restaram entre vós. Não façais menção dos nomes de seus deuses, nem por eles façais jurar, nem os sirvais, nem os adoreis.
(Josué 23.6-7)


He-Man foi o super-herói preferido não somente meu, mas, como de toda uma geração durante os anos de nossa áurea infância. Quanto tempo... Pois é, lembro-me bem das suas aventuras e da emocionante luta contra as forças do mal. Já ouvi dizer a respeito de pais que proibiram seus filhos de assistirem a reprise, pois a figura de He-Man poderia substituir Jesus na mente da criança, etc. Penso que seria mais proveitoso ministrar os pequeninos acerca da qualidade principal deste personagem: sua fé definida!

Exatamente isso! Fé definida. Sim, pois, além do Adams nunca ter passado por nenhuma crise de identidade, ao se transformar em He-man, nunca-jamais-em tempo algum ele clamou por outro poder que não o de Greyskull. Não que eu me lembre.

Ele não titubeava, não era inseguro... no momento certo, rapidamente, sacava de sua espada e gritava bem alto, “Pelos poderes de Greyskull! Eu tenho a foooooorçaaaaa!!!!!”. E pronto, lá ia Adams, príncipe de Etéria, transfigurado como o mais forte e poderoso defender o seu reino contra Esqueleto e compainha limitada. Adams sabia muito bem a que ou a quem clamar e qual era o poder que nele operava.

E você?

Que poder opera em ti?

Aos que crerem será dado o poder de fazer estes milagres: expulsar demônios pelo poder do meu nome e falar novas línguas;
(Marcos 16.17. BLH)


Muitos crêem sinceramente no poder que há no sangue de Jesus. Por outro lado, não percebo a mesma definição do super-herói acima, porque, dizem acreditar em Jesus, dizem seguir a Jesus, dizem temer a Jesus... e se deixam embebecer pelo poder do status. Afinal nada mal ser o filho do pastor. Sabe como é... Nascido na igreja, criado no ministério, formado em faculdade... Sabe como é... “Família sacerdotal”... Filho, sobrinho, cunhado, genro... Sabe como é... “sô assim com o ômi”. Não que todos os que se encontram nesta situação não tenham genuíno chamado, não é isso, mas, que existem algumas conveniências no nosso meio é inegável.

Talvez, esta seja a maior arma do espírito do anti-cristo nestes dias. Os mais antigos dizem que pagode gospel, funk gospel entre outros ritmos é o mundo entrando na igreja. Claro. Dizem isso porque bebem do cálice da influência impregnada desde os tempos antigos no meio evangélico. Tráfico de influência. Eu sei muito bem o que venha a ser Networking e a faço com paz de espírito e afirmo: uma coisa não tem nada a ver com a outra.

Nunca ouviu falar de alguém que tem chamado, que tem “azeite” e vida no altar ser protelado por outro que prega conforme a cartilha? E isso não seria costumes mundanos na igreja? Não creio que autoridade dada por Deus seja sinônimo de autoritarismo. Quem nunca questiona, quem nunca rebate, quem nunca discorda, esse é o obediente e submisso. Isso me faz lembrar de um clip do Pink Floyd... deixa pra lá... Deus, onisciente, fazia questão de ter com Abraão e compartilhar de Suas intenções, quem sabe ouvir o Seu servo. Velhos tempos! Antes o nome de Jesus fosse o selo de todas as decisões nos bastidores eclesiásticos... Saudades...

O poder do status e do “conhecimento” tem sobrepujado o poder que há no nome de Jesus. Muitos estão entorpecidos por essa maldita erva que transforma alguns templos em clube social. Os problemas? Xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii... Não fale deles. Afinal, sendo assim você terá um futuro promissor. Uma congregação, um pólo de igrejas para administrar... quem sabe...

A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder,
(1Coríntios 2.4. BLH)


De que poder o Apóstolo Paulo estava falando? Por que será que sua pregação era constituída de demonstrações concretas que respaldavam seu discurso? Inquestionável que ele operava e se apoiava no poder certo, aliás, no único e legítimo poder: o nome de Jesus!

Você não precisa de mais nada. Não tenha medo de ficar sozinho, porque se assim o for, Deus lhe acrescentará novos amigos! Não seja insubmisso nem desobediente, porém, não se venda. Não se omita. Não fira o Espírito Santo. Não fuja da bandeja de prata se lá é o seu lugar! Por favor... Esta troca irá relfetir na eternidade.

É possível que Deus procure os verdadeiros adoradores que o adorem em espírito e em verdade porque muitos se fizeram eunucos de boca. Por uma divisa. Para sair na foto e sentar na cadeira cativa. Para dirigir o culto ou a secretaria da igreja. Enfim...

Vocês agüentaram a situação com paciência e sofreram por minha causa, sem desanimarem. Porém tenho uma coisa contra vocês: é que agora vocês não me amam como me amavam no princípio. Lembrem do quanto vocês caíram! Arrependam-se dos seus pecados e façam o que faziam no princípio. Se não se arrependerem, eu virei e tirarei o candelabro de vocês do seu lugar.
(Apocalipse 2.3-5)

Cuidado! Quando decidir deixar de ser um “eunuco” poderá ser tarde demais...

MAIS DO MESMO


Porque o Reino de Deus não consiste em palavras, mas em virtude
(1Co4.20, BLH)

Você é filho de Deus? Nem me atrevo a entrar nos trâmites teológicos da coisa. Poxa... ta bom. Eu falo sério, estou em grande esforço para ser um irmão legal para você. Alguém que você possa dizer, Este cara é maneiro!

Em toda família sempre tem aquele que envergonha. Não tem jeito, pode reparar. Sempre tem um que faz vexame, paga mico nas festas, enfim, fica com aquela fama de “aquele ali eu já conheço”. Pois bem, mais um começo de ano chegou e dias atrás, quase que como um filme, eu te imagino pensando que desta vez vai ser diferente. Sim. Desta vez...

Não duvido de tuas intenções de melhora, mas, ponderemos sobre suas decisões. É necessário que tua vida tenha eficiência, efetividade. Não adianta o desejo, é importante atitude. Quantas vezes você disse querer mais de Deus, querer saber o que fazer para ser mais íntimo de Deus, blábláblá... buáááááá...

Ei! Pare agora! Você quer colar o adesivo “NO SEXO... até o casamento” na capa da sua Bíblia, mas, não quer fazer parte da Geração Benjamim (www.geracaobenjamim.com) . Você acha bacana o ministério, mas, não é para você, afinal, não é bem assim... depende... não tem nada ver um simples beijo... okay.

Para ter sabedoria, é preciso primeiro pagar o seu preço. Use tudo o que você tem para conseguir a compreensão.
(Pr 4.7, BLH)

Você não quer pagar o preço, não é? Seja sincera. Não precisa apregoar um evangelho Matrix, onde tudo é relativo e não há nada absoluto. Afinal, como não namorar ou namorar sem beijar? É... e eu sou um palhaço! Alô criançada, o André chegou, trazendo alegria pra você que ligou... 1, 2 ,3 e... vamos lá! Por que como dois indivíduos vão se beijar sem se excitar?
Normalmente, no esfregar de línguas em movimentos repetitivos e corpos colados um no outro, a respiração fica ofegante, a pupila dilata, o coração dispara, o volume dos seios é sentido pelo par masculino e em questão de segundos ocorre o enrijecimento das partes mais íntimas. Desculpe-me a sinceridade, mas, é isso que acontece ou não é? Por que se não for, importa repreender este espírito de Power Ranger Rosa que há em ti!!!!!!!!!

Isto é normalíssimo entre um casal casado, porque na Bíblia tem uma frase escrita:

Mas, se não podem conter-se, casem-se. Porque é melhor casar do que abrasar-se.
(1Co7.9)

E no dicionário, abrasar também significa excitar. Os moderadores de plantão, dirão que não é porque você não tem contato que você vai deixar de pecar na área sexual. Eu concordo, mas também não é porque uma mão (só uma mãozinha, poxa...) te faz pecar que você vai deixar de arrancá-la.

Tá vendo aí. Talvez você seja dos que enchem a boca para dizer que o namoro é santo, mas, nunca disse quantas vezes se aliviou no banheiro ou ejaculou na própria cueca. Vamos parar dessa mesmice, irmão, vamos jogar limpo. O que dizer da última vez em que você confundiu o corpo da tua namorada com um joystick de vídeo-game? Eu não estou entendendo nada!

Eu não acredito num evangelho de concessões e nem da infidelidade no mínimo. Você almeja ganhar as nações, mas, é um tacanha avarento que nem oferta dá na igreja. Quer ser um ganhador de almas, mas, nem cumprimentar o irmão da própria igreja, você o faz. Que dirá o de outra denominação.. não não.. “e´alemão, é alemão”. Às vezes dá mó saudade da Azuza!!!!! O espírito de anti-cristo não é uma lenda, infelizmente.

Outro dia paqueraram minha esposa dentro de um templo. Não foi a primeira vez. O pior é que o errado sou eu, afinal, não sentou do lado da esposa (!!!!!!!!). Eu não tô entendendo nada! Nem adianta querer aliviar a barra porque o brother não era visitante. O tempo passa, o tempo voa e mais do mesmo. Eu sei que errar é humano, mas, existem alguns que se sentem mais humanos do que outros. É embaçado!

Filho, se sua confissão não for seguida de uma atitude num delta t, esquece. Vão olhar você e... “ah, aquele lá” eu já conheço. Até mesmo Deus, meu caro, não se dá a retóricas. Ninguém é perfeito, todos somos carne e cabe a cada um cortá-la sem dó nem piedade. Isso explica esse labirinto espiritual em que você se encontra. No fundo no fundo, você não quer sair de lá! Ou quer?

Eu sei a confusão que dá quando o pecador te respeita mais que o “irmão” da igreja. Ser chamado de santarrão, de radical, de anti-social e outras coisas mais têm feito você recuar na hora de agir, não é? Ts... é assim mesmo, irmão. É o preço. Você quase não tem mais assunto com a rapaziada da igreja, não participa das mesmas brincadeiras... está “meio assim”. Deixa quieto:

O Dia de Cristo vai mostrar claramente a qualidade do trabalho de cada um. Pois o fogo daquele dia mostrará o trabalho de cada pessoa: o fogo vai mostrar e provar a verdadeira qualidade do trabalho.


Mas, se o trabalho de alguém for destruído pelo fogo, então esse construtor perderá a recompensa. Porém ele mesmo será salvo, como se tivesse passado pelo fogo para se salvar.
(1Co3.13,15)

E você, ô micareta. Talvez diga que por isso não vira crente e tal... igreja é um prédio onde você se reuni com outras pessoas para cultuar ao Deus de Israel. A Igreja (grupo de pessoas que professam a fé em Jesus, o Nazareno) tem um Pastor e cabe a Ele limpá-la. Ovelha só obedece. De que adianta, ficar tacando pedra se você continua na mesma também? Mesmos lugares, mesmas pessoas, mesmas conversas, etc. Você não cansa não?

É tudo com vocês mesmos. Pensam que Deus é um deus-avô... hã... que deixa pra lá... Se você não vai estudar nos finais-de-semana, se não vai passar a cumprimentar os irmãos de fé, se vai continuar trocando cuspe com a tua namorada, se vai continuar zoando a maneira como teu pastor fala, se vai continuar debochando das irmãs de coque, se vai continuar posando de gatão na faculdade, se vai continuar usando aquele decote (aquele... você sabe qual) para ir aos cultos, se vai continuar olhando as minas na rua, se vai continuar sem responder os e-mails, se vai continuar “ficando”, se vai continuar lendo a Bíblia somente durante os cultos, se vai continuar falando mal das outras denominações, se vai continuar sem orar, sem dizimar, sem ofertar, se vai continuar seguindo os dogmas sem saber o porquê, apenas para fazer “fita” diante da magistratura, enfim, se vai continuar no mais do mesmo, eu sinto muito!

FELIZ ANO VELHO!

Feliz Ano Novo? Talvez nem tanto...

(final de 2006...)


Como você se sente agora? Depois de mais um ano, tanta coisa acontecendo e lá vem você com a sua mesmice de sempre. Afinal, “faz parte”. Você se julga o tal, mas, é tão manipulável... rs... Estou vendo você pra lá e pra cá por ruas apertadas. Eu estou ouvindo o quanto você reclama; se não tem dinheiro, se tem dinheiro, se não pode pagar, porque tem que enfrentar a fila pra pagar... Você vive reclamando que está cansada, mas, como tem trabalhado tanto nos últimos dias... como tem-se dedicado à casa... E você que diz não ter dinheiro pra nada, mas, daqui eu contemplo as caixas dessa coisa que chamam de cerveja... Estranho... Para comemorar não sei o que...

Cuidado! Você está sendo roubado! Eu vi quando tirou dinheiro no banco para comprar as oferendas. As flores, os barquinhos... Você pagou metade em dinheiro e metade no cartão. É sua “obrigação” não é?

Também te vi sentado na mesa branca. E você, navegando por aquele site de previsões. Eu não entendo como pode achar que as bolinhas de terra que eu criei podem interferir no seu destino. E o roubo continua, pois, você Tem que vestir branco, você Tem que seguir a tradição...

Já descobri a nota de 01 dólar na tua carteira e o trevo de 04 folhas plastificado, o dente de alho pra afastar “mau olhado”, a figa pendurada no pescoço e a “guia” por dentro do blusão.

Vejo você trocando minha Palavra por sugestões de artistas de TV. Dicas de como ter um Feliz 2007. Cuidado! Este pode ser o pior ano de sua vida. Bom... seu começo não vai ser dos melhores, eu garanto!

Eu sinto o cheiro do seu mau hálito na manhã do dia 1º. O cheiro de vômito no tapete. O cheiro de incensos misturado ao daquela erva. Sua cabeça dói. Seu corpo dói. Foi tão divertido, não foi? Você dançou tanto!

Eu também ouvi o som da sua prostituição. Seus urros. Vi sua pupila dilatada pela “onda”. Ouvi seus pedidos aos outros deuses e os vi entrando em você. Posso te ver por dentro, agora. Sua alma vazia e suas células danificadas. Têm também uns corpos estranhos. Eles estão se multiplicando rapidamente, estão aos milhões, rapidamente se proliferando. Eles estão comendo o seu corpo por dentro... Talvez, tenha sido seu último reveillon... Talvez... mas, pelo menos você aproveitou... não foi você mesmo quem disse que iria se acabar?

E se você está afastada de mim ou afastado... bem...

Eu me lembro bem do primeiro dia em que você entrou na minha casa. Eu lembro de quando desajeitado falou comigo em oração pela primeira vez. Eu lembro do seu batismo nas águas e também do dia em que te batizei com meu Espírito e com o fogo. Eu lembro dos dias em que você fez tanta força para acordar de madrugada para orar a mim. Sabe aquele dia em que você pegou no sono? Você adormeceu porque eu estava acariciando a sua cabeça...

Rs... lembro de quando ficou feliz ao tocar pela primeira vez pra mim. Sua primeira pregação. Seu sonho era ser missionária. E você filho, que queria ser pastor... Meus olhos estavam sobre ti quando você venceu a masturbação e não cedeu à lascívia. Sofri junto contigo quando teus colegas te escarneceram e te abracei naquele dia em que você brigou com a sua mãe e pensou em desistir. Eu me inclinava para te ouvir cantar enquanto lavava a louça, mas...

O tempo foi passando, você se julgou forte demais. Já não fazia as mesmas coisas de antes, você me deixou esperando tantas vezes... Agora, eu não posso fazer nada com esse altar de desculpas que você construiu. Suas palavras não surtem efeito nenhum. Na verdade, você nunca deixou de amar o pecado, eu sei.

Agora... o que tens a fazer? Andas no escuro embebecido do vinho do inferno. Nem mesmo sentes o cheiro de enxofre em tuas narinas. Então vá! O que pretende fazer, faze-o depressa (Jo13.27).

“Quem é mau, que continue a fazer o mal, e quem é imundo, que continue a ser imundo. Quem é bom, que continue a fazer o bem, e quem é dedicado a Deus, que continue a ser dedicado a Deus”. (Ap. 22.11, BLH)

Quem é você?

Você é quem você quer ser?

Não sou um Deus de desculpas. Eu conheço meus filhos e eles me conhecem. Portanto, se tu és quem pensou um dia ser, sabe do que eu estou falando agora! Sabes o que há de ser feito! Agora! Agora!

Talvez o perdão esteja no lugar onde você caiu.

Todo o glamour deste mundo está por fim. Este século está acabando. Lembrarás das minhas palavras e do meu povo. Acharás muito pior o silêncio fúnebre que o barulho dos meus templos. Não serás mais incomodado pelos meus.

Sua compainha pode ser um “anjo triste” perto de você...

Uma febre que não passa...

E um sorriso sem graça...

A Marca do Zorro

"...e, quanto mais você falar, mais tolices dirá"
Eclesiastes 5.3

Acho que o Zorro sabia disso muito bem. Ora, não deixe a religiosidade vedar seu entendimento! Não estou a fazer apologia do mascarado como um herói em si, porém, que há um ensinamento no seu contexto, isto é inegável.

Poderia ressaltar sua eqüidade no trato com as pessoas, seu bom-humor e perspicácia. Dentre todas as características positivas, aquela que mais chama atenção é a sua discrição. O mascarado é discretíssimo e talvez por isso tão eficaz. Ele não faz alarde nenhum, não procura a alto justiça, nada disso. Ele apenas faz! Ele apenas executa! Ele apenas cumpre o seu chamado, pouco importando aquilo que dizem dele.

Não precisa contar seus grandes feitos. As pessoas contam por ele. Ele não procura ter a razão e nem avisa ou promove suas ações. Quando se vê, pronto! Já está feito! Apenas o "Z" é o sinal de que mais uma vez, o Zorro venceu. É a marca do seu sucesso.

E eu? E você? Que marca nós temos deixado para as pessoas saberem que realmente somos os filhos de Deus, somos os servos do Rei dos Reis? Será que sinceramente temos nos dedicado ao que fomos chamados? Ou temos perdido tanto tempo nos promovendo?

Queremos ter a razão! Levantamos nossa espada e zap zap... Em guarda! Cortamos nossos irmãos e nos esquecemos que dentro dele está o Espírito Excelente... Em guarda! Em guarda! Ele não está "na visão" ou está e não leva a sério. Ele não fala em línguas ou fala demais. Ele bate palmas ou não bate. Zap. Zap. Zap. Vamos nos cortar mais! Isso! Zap Zap Zap... Vamos escarnecer uns dos outros! Olha lá aquele irmão... ele até muda a voz e tem trejeitos ao orar... Zap Zap... E aquele irmão que rodopia... Olha lá... RÁRÁRÁ... Zap Zap... Isso, não importa que ele seja templo do Espírito Santo, não importa... cic.. é tão engraçado imitar aquela irmã falando em línguas... RÁRÁRÁ... ZapZap.

"Mas não foi essa a maneira de viver que vocês aprenderam como seguidores de Cristo" (Efésios 4.20)

"Não deis lugar ao diabo" (Efésios 4.27)

"E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o Dia da redenção" (Efésios 4.30)


O ZORRO LEVANTAVA A ESPADA APENAS CONTRA SEUS ADVERSÁRIOS

E quando não é com a espada é com a capa. A capa? Sim, aaaaah, vai dizer que você não reparou na minha capa? Veja o desinger, veja o tecido... Não, porque "aqui na igreja é assim blábláblá". "Aqui nessa igreja blábláblá". Veja a capa daquele ali... Slap. Slap. "Tem igreja por aí irmãos, que blábláblá". Slap. Slap. É Corpo de Cristo também, mas, não importa. Slap. Slap. É Noiva também, mas, ah, que noiva feinha! Slap. Slap. RÁRÁRÁ. Aqui, blábláblá. Eu nunca vi como fazem a capa e nem quero saber. A minha é "A" capa. Slap. Slap. Nosso inimigo pode esperar, vamos ver quem tem a melhor e maior capa! Eeeeeee... Slap. Slap.

"Não digam palavras que fazem mal aos outros, mas usem apenas palavras boas, que ajudam os outros a crescer na fé e a conseguir o que necessitam, para que as coisas que vocês dizem façam bem aos que ouvem" (Efésios, 4.29)


O ZORRO USAVA A CAPA APENAS PARA DEFESA E NÃO PARA O ATAQUE.

E quando não é com a capa é com a máscara. Com a máscara? Sim. Fofoca. Mascarada. Tráfico de influência. Mascarado. Acepção de pessoas. Mascarada. Manipulação. Mascarada. Aprisionamento do Espírito Santo. Mascarado (às vezes, é às claras mesmo). Pecado Mascarado. Mascarado. Afinal, lutei muito pra conseguir isso? Sabe quantos anos de ministério? (óóóóóó). Eu sou assim com ----assim ó (dedos se esfregam). Imagina o que ----- vai dizer? Nãããããão. Ali. Ali tem máscara, alá... Alá a máscara daquela igreja, alá... Eu? De máscara?

"Que a vida de vocês seja dominada pelo amor, assim como Cristo nos amou e deu a sua vida por nós, como uma oferta de perfume agradável e como um sacrifício que agrada a Deus!" (Efésios 5.2)

O ZORRO USAVA A MÁSCARA COMO UMA ARMA CONTRA SEUS ADVERSÁRIOS E NÃO PARA FAZER JOGO SUJO.

Amados eleitos, esta mensagem não é um "recadinho" para ninguém. Trata-se de um desabafo. Eu já preguei umas três vezes de púlpito e tantas outras em visitas e etc. e é possível. Digo que é possível se pregar sem dilacerar novamente o Corpo de Cristo. Sem arranhar a Sua Noiva ou ridicularizá-la com tons de maquiagem que não lhe são próprios. Sem manchar partes de seu vestido ou arrancar seus adornos.

"Não deixem que ninguém engane vocês com conversas tolas, pois é por causa dessas coisas que o castigo de Deus cairá sobre os que não obedecem a ele" (Efésios 5.6, BLH)

Este é o meu apelo a você, seminarista, jovem obreiro/obreira, líder da mocidade, da juventude, da rede de jovens, evangelista, enfim, por favor. Por favor. Eu não sou perfeito, no entanto, se nos ajudarmos, conseguiremos seguir o modelo da cruz. Eqüidade. Na cruz somos todos iguais. Justiça. Na cruz não há vantagens. Perdão. Na cruz há esforço para se fazer o bem.
A pregação não é para si mesmo! Não é para defender seu "achismo". Ei, fariseu: seu tolo. Tolo. Você é tolo. Marca que fede. Marca que fere. Entristece. Tolo. Eclesiastes 5.3. Búúúúú. Tolo. Tolo. "Gentalha, gentalha!!!!". Tolo. Seu escárnio será contra ti, assim diz o Senhor.

"Portanto, não tenham nada a ver com esse tipo de gente" (Efésios 5.7, BLH)

Amados eleitos, trilhemos o caminho do amor mútuo e do respeito às diferenças. Não adianta bem-dizer o nome de Jesus e escarnecer do Espírito Santo, porque são um só. Pratiquemos mais e falemos menos. Quer marcar sua geração? Comece marcando seu próprio coração.


Circuncidemos o nosso coração para assim circuncidar o coração das pessoas. Esta, então, será a nossa marca.


Um coração circuncidado.

GAME OVER




Sabe...


Um dos jogos de vídeo-game que mais gosto, se bem que já tem um tempo que não jogo, é METAL SLUG. Ele se assemelha em muito com algumas situações da vida.
Em suma, é necessário atravessar os obstáculos, desviar dos tiros e resgatar os soldados amigos no meio do caminho. Desta forma, você vai gradativamente passando de fase. Na maior parte do tempo, nós nos encontramos assim: sempre correndo de um lado para outro. A gente se desvia daqui, pula de lá, enfim, corremos o nosso dia em busca de objetivos (ou não... para quem está no ritmo de “deixa a vida me levar”... está passando seus dias em branco, é verdade...).


Existe algo, porém, que é bastante curioso neste game, principalmente para quem joga em pc: a possibilidade de pegar infinitos “continue”. Sim, antes de começar o jogo, colocamos quantas “fichas” quisermos, umas 50, por exemplo. Então, não há problemas de perdermos logo na primeira fase, porque, logo poderemos recomeçar.

Recomeçar. Este é, sem dúvida alguma, um trunfo do qual você pode ter sentido falta, em algum momento na tua vida. Verdade?


Pense... algum dia você, depois de tanto tempo, pode ter lembrado e pensado: “Poxa... se nós tivéssemos voltado um pro outro... (suspiros). Ts. Mas, agora deixa pra lá...”. Ou talvez, você tenha se arrependido por abandonar aquele emprego, ou por ter saído da casa da sua mãe antes da hora... E quando você quis recomeçar... Quando você sentiu vontade de pedir perdão... Já era tarde demais...


O que você fez marcou demais negativamente falando. Você... você... Você sabe o que fez e já quis reparar o erro. Quem sabe inúmeras chances te foram dadas, mas, você desprezou todas, até que caiu na real. No momento em que despertou, que perdeu por mais uma vez e quis pegar o “continue”,... a ficha tinha acabado. E agora você está aí. Já faz tanto tempo não é? Porém, você sempre se lembra. Sempre. É assim mesmo, você diz.


Não. Não é assim mesmo. Todos erram. Todos merecem um “continue”.


"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça”. 1Jo 1.9


A Bíblia afirma que toda vez que você precisar, Jesus está pronto a lhe dar mais uma “ficha”. ELE não se cansa. ELE não te acusa. ELE não resmunga e te diz, “Ah... lá vem você de novo!!!”. Não. ELE conhece tuas fraquezas e sabe que você vai logo logo precisar de um “continue”.
Por que você prefere encerrar o jogo? Se muitas vezes você tem vontade de continuar jogando, cara! Por quê? Jesus quer te dar novas possibilidades. Através dELE e somente dELE, tu tens a chance de colocar mais uma ficha naquele jogo que terminou “mó tempão” e quem sabe, dar uma virada!


Um “continue” nos teus sonhos. Um “continue” na tua vida. Através de uma simples confissão você pode garantir teu “continue” para a eternidade ao lado de Deus. Basta você se arrepender. Quem sabe você até já está na igreja. Até participa das atividades, porém, vive uma vida miserável, dividida entre o pecado e a santidade, entre o santo e o profano, entre o querer e o fazer. Pois é. Se esta é a tua situação, aqui está mais uma “ficha”.
Mas, cuidado. Haverá o momento da colheita. Por isso, como no game, o “continue” de Deus também tem uma contagem regressiva.

10, 9, 8... Arrependa-se. Agora! 7, 6 , 5... ELE tem falado tantas vezes, através de tantas pessoas e meios. 4, 3... apenas faça... 2... Jesus voltará! 1... O Arrebatamento vai acontecer. 0...


GAME OVER

Receba Nossas Atualizações Por Email!