sábado, 1 de março de 2008

A Marca do Zorro

"...e, quanto mais você falar, mais tolices dirá"
Eclesiastes 5.3

Acho que o Zorro sabia disso muito bem. Ora, não deixe a religiosidade vedar seu entendimento! Não estou a fazer apologia do mascarado como um herói em si, porém, que há um ensinamento no seu contexto, isto é inegável.

Poderia ressaltar sua eqüidade no trato com as pessoas, seu bom-humor e perspicácia. Dentre todas as características positivas, aquela que mais chama atenção é a sua discrição. O mascarado é discretíssimo e talvez por isso tão eficaz. Ele não faz alarde nenhum, não procura a alto justiça, nada disso. Ele apenas faz! Ele apenas executa! Ele apenas cumpre o seu chamado, pouco importando aquilo que dizem dele.

Não precisa contar seus grandes feitos. As pessoas contam por ele. Ele não procura ter a razão e nem avisa ou promove suas ações. Quando se vê, pronto! Já está feito! Apenas o "Z" é o sinal de que mais uma vez, o Zorro venceu. É a marca do seu sucesso.

E eu? E você? Que marca nós temos deixado para as pessoas saberem que realmente somos os filhos de Deus, somos os servos do Rei dos Reis? Será que sinceramente temos nos dedicado ao que fomos chamados? Ou temos perdido tanto tempo nos promovendo?

Queremos ter a razão! Levantamos nossa espada e zap zap... Em guarda! Cortamos nossos irmãos e nos esquecemos que dentro dele está o Espírito Excelente... Em guarda! Em guarda! Ele não está "na visão" ou está e não leva a sério. Ele não fala em línguas ou fala demais. Ele bate palmas ou não bate. Zap. Zap. Zap. Vamos nos cortar mais! Isso! Zap Zap Zap... Vamos escarnecer uns dos outros! Olha lá aquele irmão... ele até muda a voz e tem trejeitos ao orar... Zap Zap... E aquele irmão que rodopia... Olha lá... RÁRÁRÁ... Zap Zap... Isso, não importa que ele seja templo do Espírito Santo, não importa... cic.. é tão engraçado imitar aquela irmã falando em línguas... RÁRÁRÁ... ZapZap.

"Mas não foi essa a maneira de viver que vocês aprenderam como seguidores de Cristo" (Efésios 4.20)

"Não deis lugar ao diabo" (Efésios 4.27)

"E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o Dia da redenção" (Efésios 4.30)


O ZORRO LEVANTAVA A ESPADA APENAS CONTRA SEUS ADVERSÁRIOS

E quando não é com a espada é com a capa. A capa? Sim, aaaaah, vai dizer que você não reparou na minha capa? Veja o desinger, veja o tecido... Não, porque "aqui na igreja é assim blábláblá". "Aqui nessa igreja blábláblá". Veja a capa daquele ali... Slap. Slap. "Tem igreja por aí irmãos, que blábláblá". Slap. Slap. É Corpo de Cristo também, mas, não importa. Slap. Slap. É Noiva também, mas, ah, que noiva feinha! Slap. Slap. RÁRÁRÁ. Aqui, blábláblá. Eu nunca vi como fazem a capa e nem quero saber. A minha é "A" capa. Slap. Slap. Nosso inimigo pode esperar, vamos ver quem tem a melhor e maior capa! Eeeeeee... Slap. Slap.

"Não digam palavras que fazem mal aos outros, mas usem apenas palavras boas, que ajudam os outros a crescer na fé e a conseguir o que necessitam, para que as coisas que vocês dizem façam bem aos que ouvem" (Efésios, 4.29)


O ZORRO USAVA A CAPA APENAS PARA DEFESA E NÃO PARA O ATAQUE.

E quando não é com a capa é com a máscara. Com a máscara? Sim. Fofoca. Mascarada. Tráfico de influência. Mascarado. Acepção de pessoas. Mascarada. Manipulação. Mascarada. Aprisionamento do Espírito Santo. Mascarado (às vezes, é às claras mesmo). Pecado Mascarado. Mascarado. Afinal, lutei muito pra conseguir isso? Sabe quantos anos de ministério? (óóóóóó). Eu sou assim com ----assim ó (dedos se esfregam). Imagina o que ----- vai dizer? Nãããããão. Ali. Ali tem máscara, alá... Alá a máscara daquela igreja, alá... Eu? De máscara?

"Que a vida de vocês seja dominada pelo amor, assim como Cristo nos amou e deu a sua vida por nós, como uma oferta de perfume agradável e como um sacrifício que agrada a Deus!" (Efésios 5.2)

O ZORRO USAVA A MÁSCARA COMO UMA ARMA CONTRA SEUS ADVERSÁRIOS E NÃO PARA FAZER JOGO SUJO.

Amados eleitos, esta mensagem não é um "recadinho" para ninguém. Trata-se de um desabafo. Eu já preguei umas três vezes de púlpito e tantas outras em visitas e etc. e é possível. Digo que é possível se pregar sem dilacerar novamente o Corpo de Cristo. Sem arranhar a Sua Noiva ou ridicularizá-la com tons de maquiagem que não lhe são próprios. Sem manchar partes de seu vestido ou arrancar seus adornos.

"Não deixem que ninguém engane vocês com conversas tolas, pois é por causa dessas coisas que o castigo de Deus cairá sobre os que não obedecem a ele" (Efésios 5.6, BLH)

Este é o meu apelo a você, seminarista, jovem obreiro/obreira, líder da mocidade, da juventude, da rede de jovens, evangelista, enfim, por favor. Por favor. Eu não sou perfeito, no entanto, se nos ajudarmos, conseguiremos seguir o modelo da cruz. Eqüidade. Na cruz somos todos iguais. Justiça. Na cruz não há vantagens. Perdão. Na cruz há esforço para se fazer o bem.
A pregação não é para si mesmo! Não é para defender seu "achismo". Ei, fariseu: seu tolo. Tolo. Você é tolo. Marca que fede. Marca que fere. Entristece. Tolo. Eclesiastes 5.3. Búúúúú. Tolo. Tolo. "Gentalha, gentalha!!!!". Tolo. Seu escárnio será contra ti, assim diz o Senhor.

"Portanto, não tenham nada a ver com esse tipo de gente" (Efésios 5.7, BLH)

Amados eleitos, trilhemos o caminho do amor mútuo e do respeito às diferenças. Não adianta bem-dizer o nome de Jesus e escarnecer do Espírito Santo, porque são um só. Pratiquemos mais e falemos menos. Quer marcar sua geração? Comece marcando seu próprio coração.


Circuncidemos o nosso coração para assim circuncidar o coração das pessoas. Esta, então, será a nossa marca.


Um coração circuncidado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba Nossas Atualizações Por Email!