quarta-feira, 26 de julho de 2017

Coach ou Pastor? PNL ou Bíblia? Saiba Agora Mesmo Se Você Pode ou Não Pode Conciliar!



Você já reparou quantos pastores formados em Psicologia existem? Saiba que nem sempre foi assim e que o mesmo acontece com a formação de coach e Programação Neurolinguística, nos dias de hoje.


Há os que rejeitam e dizem que a igreja não precisa disso bem como existem os que não são apenas adeptos, mas que levantam essa bandeira.


Continue lendo esse artigo e saiba mais sobre:

1. Coach x pastor: parceria ou rivalidade?

2. PNL: a substituta da teologia da prosperidade?

3. A igreja corre o risco de perder a identidade?

4. Conclusão



segunda-feira, 24 de julho de 2017

#2 "Eu Nunca Duvidei" - O Câncer de Mama Na Gravidez


Patrícia reagiu super bem à cirurgia e , logo, voltou ao trabalho. Lá fomos nós ao oncologista que ao se deparar com toda a história percebeu que se tratava de um estudo de caso. "Mulher, negra, não-asiática", ele repetia... nunca me esqueço disso! rs. Os exames mais sofisticados foram recomendados e na semana de natal de 2014, enquanto as pessoas corriam pra lá e pra cá, nós também, mas não tinha nada a ver com festas de fim-de-ano.

Sabe aquela expressão "vida normal"? - Já era... Lembro que ela fez um exame chamado PET-SCAN, nooossa! Levamos o dia inteiro e a técnica ainda cometeu um equívoco que gerou a necessidade de repetir todo o procedimento. Meu-pai-do-céu! De qualquer forma, estávamos animados porque a quimioterapia foi dispensada e com todos os resultados na mão, ela teve alta. Posso engravidar, doutor? Pode, ele disse!

Não posso deixar de contar que a mãe dela quase morreu lá em casa, após a cirurgia do pulmão. Patrícia teve alta no domingo, na segunda minha sogra chegou  e na terça começou a delirar até ter uma convulsão. 

Lá fui eu para a emergência pública com minha esposa recém-operada. Cara, que loucura! Eu entrei dentro da televisão. Aquelas cenas que você assiste no telejornal? Eu estava ali no meio. Preocupado para que Patrícia não respirasse aquele ar pesado de hospital público e sem saber ao certo o que seria da mãe dela.

Registro aqui que encontrei pessoas de muita boa vontade no Hospital Geral da Posse, em Nova Iguaçu-RJ, e apesar das condições precárias de trabalho foram fundamentais da recuperação da minha sogra. Depois de quase 1 mês e algumas sessões de hemodiálise ela teve alta.

Eu e Patrícia viajamos no reveillón e na semana seguinte também para a casa de uns amigos em Armação de Búzios-RJ. O susto estava passando... Deus é fiel! Só que... alguma coisa estava errada.

Uma massa dura havia permanecido na mama direita. Ah, mas os médicos vasculharam para ver se encontravam metástase e nada tinha sido encontrado na região direita próxima ao pulmão.

É... mais uma vez a proatividade contou demais! Patrícia não deixou pra lá e conseguiu marcar uma mamografia. Num dia de fevereiro de 2015, dois diagnósticos: ela teria que enfrentar um câncer de mama na gravidez.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

"Eu Nunca Duvidei!" A História De Superação Do Câncer Como Você Nunca Viu

Dezembro de 2013. Eu havia assistido a uns episódios da série Breaking Bad e se você também assistiu, lembra-se de quando o professor descobriu que estava doente? Pois é, foi como um presságio. Dias depois, ouço um grito: Andrééééé! Quando entrei no banheiro, minha esposa estava escarrando sangue. Ali, a nossa vida começava a mudar!

Fomos diretos para a emergência que por sinal fica quase na esquina de casa. Era uma noite de sábado. Os primeiros exames não apontaram nada demais e aguardamos a segunda-feira, já que ela é Enfermeira. Foi um tal de vasculha daqui e dali até o diagnóstico: tuberculose. Bem, fazia todo sentido, pois além de ela ter uma tosse crônica já algum tempo, também trabalhava com esse tipo de paciente.

Vida que segue. Os meses de 2014 foram passando sem nenhum episódio de tosse com sangue, nem cansaço, nem nada do gênero. Patrícia trabalhava e fazia esteira na academia sem reclamar. O fim do tratamento para tuberculose estava se aproximando e a possibilidade de engravidarmos era concreta porque já havíamos conversado a respeito. Mas, peraê... um dos exames acusou um pequeno nódulo no pulmão direito. Ah, mas tuberculose dá nódulos no pulmão.

É, mas ela não deixou pra lá e nem o pneumatologista. As opções eram retirar apenas o nódulo ou contratar no particular um patologista que acompanharia a cirurgia. Se fosse um câncer, ele diria na hora e ela perderia a parte superior do pulmão, senão, apenas o nódulo seria retirado. No dia 31/10/2014, depois de 7 horas de cirurgia ele veio conversar comigo: era câncer!

Continua...


Não Esqueça De Curtir E Compartilhar