terça-feira, 23 de julho de 2013

Oferta Com Propósito # 2 Derrubando Sofismas, A Série


OFERTA COM PROPÓSITO, O QUE ELES NÃO QUEREM QUE VOCÊ SAIBA



E aquele dinheiro darás por tudo o que deseja a tua alma, por vacas, e por ovelhas, e por vinho, e por bebida forte, e por tudo o que te pedir a tua alma; come-o ali perante o Senhor teu Deus, e alegra-te, tu e a tua casa; Dt 14.26


Este é o texto mais utilizado para justificar a doação de dinheiro em prol de alcançar determinada benção. Os propagadores da teologia da prosperidade sempre ressaltam que não se trata de comprar o milagre, mas sim uma forma de chamar atenção de Deus para uma determinada causa. Vamos a algumas ponderações:


[Antes, vale destacar o  verso 23 que registra como deveria se entregar o dízimo a Deus: comendo-o perante Ele. Seria bom os que usam tanto o Antigo Testamento para explorar a fé alheia explicarem como aplicar tal passagem em nossos dias]


. Eu não sei o seu caso, mas já testemunhei uma longa pregação sobre essa questão de oferta com propósito embasada no versículo 26 e somente nele. Será que a omissão dos versículos anteriores ocorre por um acaso? Vamos expô-lo usando a versão Bíblia Viva, 1981.


Se o local que o Senhor escolher como santuário ficar longe demais, tornando muito difícil ir para lá com os dízimos, vocês poderão vender a parte das colheitas e rebanhos correspondentes ao dízimo e levar o dinheiro ao santuário do Senhor. Chegando lá usem o dinheiro para comprar qualquer coisa que quiserem saborear - vacas, ovelhas, vinho ou alguma bebida forte - para comer festivamente na presença do Senhor, e para que você; junto com todos os de sua casa, fiquem cheios de alegria. Dt 14.24-26


Logo, “dar dinheiro por tudo que deseja a tua alma” era razoável naquele momento da história do povo de Israel porque como inicia o verso 24 poderia haver necessidade de peregrinação até o local de culto. Se ele ficasse longe demais, as pessoas venderiam os recursos que representavam o dízimo para não precisarem carregar peso durante a longa viagem. Chegando, então, no local exato, poderiam adquirir o que melhor achassem dentro daquelas opções disponíveis (vacas, ovelhas etc.).


É uma aberração pensar que um israelita daria dinheiro pensando em um bem próprio. Como se aquele valor fosse uma ferramenta para realização de caprichos pessoais.


2º. Outra loucura ensinada é dizer que determinada oferta além das capacidades orçamentárias, as chamadas ofertas de sacrifício ou desafios, servem para trazer à existência aquilo que ainda não existe. Olha, é muita sequelagem mental!!!!! Afinal, o que é isso, cristianismo ou xamanismo? A Bíblia registra que DEUS é quem traz a existência o que não existe. Portanto, tem muito líder por aí se achando com essa prerrogativa e, o que é pior, ensinando isso ao povo. Lamentável.


. Oferta boa tem que ter expectativa de colheita. Algum energúmeno andou falando tal coisa na tv uns poucos anos atrás. Queria mesmo saber qual foi a expectativa de colheita da viúva pobre [?]. Você que acredita mesmo nisso poderia apontar a diferença entre tal prática e as indulgências da igreja católica romana. Ora, não foi por coisas assim que Lutero se insurgiu? Pense. Pense nisso. Em que passagem Jesus ensina os apóstolos a ofertarem em benefício de conquistas pessoais? Quando foi que o Messias levantou um desafio financeiro para abençoar seus discípulos?

4º. Semear na vida da liderança para atrair sobre si a mesma unção de prosperidade. Quando foi que Jesus recolheu uma oferta monetária chamando-a de oferta do sacerdote para o seu usufruto? Ainda que alguns no início da igreja vendessem tudo e depositassem aos pés dos apóstolos, quais desses tinha um estilo de vida parecido com o dos apóstolos atuais?

5º. Por que será que o apóstolo Paulo não fez distinção entre dízimos e ofertas? Nem colocou oferta como mola propulsora de prosperidade material?


Sinceramente...


Porque você não quer que seja assim não significa que não é assim!


Espere por mais....


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba Nossas Atualizações Por Email!

Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...