segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Liderança Cristã #6 - Derrubando Sofismas, A Série


Todos Os Cristãos São Chamados Para Liderança?



liderança cristã


O tema liderança é de suma importância em qualquer tipo de ajuntamento humano. De uns tempos para cá, com a ascensão do evangelicalismo moderno, houve uma explosão de congressos e livros gospel sobre o assunto. Viram nele a chave, o segredo (como eles mesmos gostam de dizer) para o crescimento numérico da igreja. Será que todo cristão foi chamado para liderar como é apregoado por denominações celulares? Por que se dá tanta importância a esse assunto, será pela saúde da igreja ou pelas suas estatísticas? Vamos agora a uns pontos importantes que denunciam o porquê dos sofismas ligados a esses assuntos:

1. Desprezo pela ciência da Administração. Eu sempre achei uma covardia omitir o devido conhecimento ao próximo. Cara, se for falar sobre um assunto, não pode desprezar quem dedicou uma vida pesquisando a respeito. É amoral usurpar certos paradigmas e, pior, sacralizá-los como se fossem uma espécie de revelação divina. Experimente nos sites de busca digitar "teorias sobre liderança" e aprenda as várias perspectivas e modelos possíveis. Tal postura não é algo interessante para liderança evangélica por que?

2. Liderança autocrática. Porque ao estudar o tema você vai descobrir que seu pastor é uma benção, entretanto, é um líder autoritário. Isso é o que descreve a liderança autocrática. Não aceita críticas, nem sugestões. Não é democrático nem mesmo para aqueles que estão mais próximos ou no topo da hierarquia. Vale lembrar, ser inegável sua correta aplicação em dados momentos nos quais não há nem tempo hábil para discutir a melhor saída. Há sim situações que se deve seguir uma direção e pronto. Por outro lado, a utilização costumeira desse modelo é observada nada mais nada menos do que nas organizações militares. Isso mesmo. Seja no serviço militar ou no serviço público (altamente burocrático) é esse o estilo de liderança seguido.

3. Respaldo bíblico. Para santificar os mandos e desmandos, os líderes evangélicos montam um mosaico cuja peça principal é o tal versículo que fala sobre rebeldia ser igual a pecado de feitiçaria. E dá-lhe pregação em cima de pregação falando sobre obediência, respeito às autoridades espirituais, dar ouvidos ao profeta e prosperar, toda autoridade é constituída por Deus etc etc etc. Pronto. O pobre fiel não tem como escapar dessa teia teológica infame. Ficará submetido às esquizofrenices de pastores, bispos, apóstolos e até meros líderes de célula condicionados a usarem todo tipo de persuasão para o seu comando ("Se você reconhece deus na minha vida", blábláblá).

Crescimento Numérico Da Igreja: O Avivamento Fabricado


A liderança como tem sido passada pela igreja moderna é um sofisma que lhe serve muito bem. Afinal de contas, toda pompa colocada na figura do líder vai junto com uma bruta responsabilidade. No caso, significará comparecer em todos os eventos da igreja, concordar com tudo o que o pastor fala, reproduzir literalmente suas falas, sua maneira de falar, suas piadas, defendê-lo a todo preço e fabricar novos líderes. 

Sim, ainda que de maneira indireta, nas muitas igrejas celulares, há uma cobrança pelo crescimento da célula (multiplicação) que se dá pela formação de novos líderes. De maneira antagônica ao que a Bíblia ensina sobre o dom de governo, que no original remete a um administrador do lar, cargo dado aos escravos da época. Em suma, era o que mais fazia, servindo às pessoas e não fazendo para galgar posições, honra ou status.

Eu gostaria muito que você não concordasse com nada do que acabou de ler e procurasse por si só a verdade. Mas, não se paute apenas por literatura gospel. Vá a fundo na sua pesquisa.

Não é porque você não quer que seja assim que significa que não é assim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba Nossas Atualizações Por Email!

Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...