sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Transforme Sua Emoção em Ação!


Quando movido de íntima compaixão, Jesus agiu. Sentir pena de alguém precisa ser a mola que impulsiona uma ação no espírito e não na carne, porque pena por pena é apenas um sentimento que mais atrapalha do que ajuda. Atrapalha e muito, diga-se de passagem.

A comoção deve se traduzir no comportamento e não apenas no evazivo campo das idéias, seja de que maneira for. A emoção toma conta quando se conhece fatos como o do pr. Yousef Nadarkhani e apenas se dá RT no Twitter. É pouco eficaz. Por outro lado, por causa deste episódio, procurar saber mais da realidade da Igreja Perseguida e se envolver com a causa através da Missão Portas Abertas ou outra organização é a coisa certa a se fazer [fica a dica].

Pois quem só sente, às vezes, não faz nada e ainda dificulta quem quer fazer. Talvez, você não se convença que dó nada contribui para o seu espírito. Até aí tudo bem, se você não ocupa cargo de liderança na sua igreja. Porque nesta posição, terá que fazer [ou deixar de fazer] algo que vai de encontro à voz de seu coração. Tudo pelo crescimento do liderado que precisa de vivência cristã para o próprio amadurecimento.

Quem tem muita pena, sempre quer ajudar - por vezes, até o próprio Deus - e acaba por impedir o mover do Espírito. Não resiste em fazer um mimo, um carinho... Muito diferente do pai do filho pródigo que, possivelmente com o coração partido, teve o sangue frio de dar a parte da herança e deixá-lo sair pela porta de casa. Uma lição dura, mas, que precisava ser aprendida por aquele rapaz. Ou por João Marcos a quem o apóstolo Paulo não livrou de uma bela canelada!

Por isso, converta sua emoção num sentimento eficiente. Se não tem domínio próprio para vencer a pena, então, não tome à frente e nem aja por impulso; nisto há carnalidade. Que sua emoção lhe dobre os joelhos para um clamor pelos envolvidos. Que sua emoção lhe torne um intercessor e um agente das coisas do Espírito e não um mero expectador do Reino de Deus.

Permaneçamos firmes!

Nota: i) minha dica não foi dada como uma repreensão para quem já ouvir falar sobre a Igreja Perseguida e não se envolveu com a causa. Ela é no sentido de estimular o leitor a se achar no Reino de Deus e praticar a fé que professa, seja no campo que for, visto que, existe uma diversidade de frentes que carecem da participação do cristão moderno. 

ii) A foto é de um acampamento militar de verão para crianças, na Coréia do Sul.

Este blog é melhor visualizado com o Mozilla Firefox.
Qual é a sua opinião sobre o assunto? Deixe seu comentário aqui, pois, ele é muito importante.
Achou o artigo de utilidade pública? Compartilhe.

Bookmark and Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba Nossas Atualizações Por Email!