segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Redes Sociais e o Cristão Moderno: apto para falar e tardio no ouvir



Já foi falado aqui no blog Pregação dos Loucos sobre como as Redes Sociais têm desempenhado um papel importante na edificação do Reino de Deus. Elas são mais do que ferramentas de mída, transformaram-se num fenômeno sócio-cultural que permite observar o comportamento das pessoas e seus pensamentos. Em contrapartida à pregação do apóstolo Tiago [1.19], é fácil constatar que o cristão moderno está sempre pronto para falar e é tardio no ouvir.

Isso não apenas pela utilização das Redes Socias, mas, pela maneira como elas têm sido utilizadas. É curioso observar os que acham o Twitter muito complicado, mas, lançam mão do Facebook como se ele fosse um microblog: frases curtas expressando pensamentos, sentimentos e compartilhando seus gostos. Alguns irmãos manifestam nada mais do que mensagens bíblicas, por vezes, palavras próprias sem nenhum cunho pessoal ou de entretenimento e é justamente por estes que a aptidão do ouvir pouco se manifesta.

É óbvio que todo blogueiro quer ser lido [digo, ouvido] por outras pessoas, bem como os que twittam ou os que preenchem o campo "No que você está pensando?". Esta ação terá algum tipo de reação por aqueles que se interessam pelo que você escreve incluindo discordância ou dúvida. Se as redes sociais são um canal de comunicação direta, nada melhor do que se comunicar, não é mesmo? Porém, é aí que se acentua o nosso desejo de falar, falar, falar e não ouvir.

Não foi mais de uma vez que eu entrei em contato via perfis com certos pregadores a fim de sanar dúvidas sobre um ponto e outro e a resposta que obtive foi nenhuma. Parece-me no mínimo curioso, pois, acontece com muito menos frequência com pessoas que têm maior notoriedade. Por exemplo, cronistas de futebol de minha predileção são muito mais acessíveis e possuem muito mais seguidores, o que não os impossibilita de dar o feedback. Será, então, receio de tomar alguma "calça arriada"?

Eu também já deixei comentários em blog, já preenchi formulário de Fale Conosco e nada. Vejo nisso a repetição na web de um equívoco congregacional: inacessibilidade. Por causa dos deveres denominacionais todos parecem estar sempre na correria e ocupados demais para um papo mais prolongado. Se nem pela internet isso se torna possível, cabe uma reflexão, sobre quem está sendo promovido através do nosso teclado: se Cristo ou se um cristão.

Permaneçamos firmes!

Este blog é melhor visualizado com o Mozilla Firefox.
Qual é a sua opinião sobre o assunto? Deixe seu comentário aqui, pois, ele é muito importante.
Achou o artigo de utilidade pública? Compartilhe. Clique nos botões abaixo e divulgue o Pregação dos Loucos:
  










5 comentários:

  1. Mais uma cajadada certeira! Completo dizendo que os ouvidos fechados poara as pregações na igreja vêm do desgaste que a boca (ou dedo) sofre no muito falar. Para a moda cristã atual é melhor falar de seus sentimentos pessoais e ser ovacionao (RT, curtido) do que ser mais um dos que ouvem a um pregar. Que não nos tornemos um destes.

    Permaneçamos firmes!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom e oportuno seu texto. Confesso que não tenho intimidade com Face e twitter, mal consigo pilotar meu blog, mas identifico muito isso de querer falar sem saber ouvir, sobretudo, desconsiderando argumentos sólidos em debates o que desrespeita o esforço de quem tenta iluminar à partir da Palavra não de opiniões. Grande abraço, paz.

    ResponderExcluir
  3. Realmente, a internet se tornou uma ponte incrível que aproxima distintas tribos de diversas localidades,Ferramenta tremenda para tudo.Tudo mesmo, desde o que é certo até o que é errado. Ferramenta de uniões e divórcios por exemplo. Lugar onde podemos até "impor" nossos pensamentos. E assim falamos, falamos,... Assim como no mundo físico, no virtual encontramos muitas vezes disponibilidade do que ñ se diz cristão do que os que se dizem. Nós blogueiros temos um defeito enorme(entre outros), ñ comentamos e imploramos para ser
    comentados.Escrevemos(falamos)muito e não lemos(ouvimos) com frequencia. Estranho, mas real.

    ResponderExcluir
  4. Pois é, prezados irmãos!

    É tão bom quando encontramos alguém que compartilha das mesmas idéias e com quem podemos trocar e crescer juntos. Por vezes, foi essa minha motivação do contato e não ter tido resposta me deu uma sensação parecida com a de Jesus diante da figueira seca.

    Permaneçamos firmes!

    ResponderExcluir
  5. Essa questão de comentários chega a ser engraçada. Já vi blog com o selo de um bebê chorando e a frase "Vai, só 1 comentariozinho... por favor!" [rsrsrs].

    Fatores como o assunto do post e o perfil do usuário influenciam muito nisso. Geralmente, blogueiro não tem dificuldade em comentar e sim o público leigo.

    Apesar disso, os cristãos realmente não são de comentar, em sua maioria. Um blog muito famoso que consegue ter 20 comentários num post, por exemplo, tem nesse número cerca de 2% dos seus visitantes!!!

    O Orkut, na minha opinião, ainda é o local onde eu encontro troca de idéias de maneira saudável. Mesmo lá, numa comu com centenas, até milhares de membros, são os mesmos 5 ou 10 que sempre participam... uma pena!

    Permaneçamos firmes!

    ResponderExcluir

Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Direitos Autorais Preservados