quarta-feira, 13 de julho de 2011

Se é que nele [em Cristo] fostes ensinados


... se é que o tendes ouvido e nele fostes ensinados... (Efésios 4)

Os problemas são os mesmos, passam-se as épocas e mudam-se os personagens. Assim como acontece em nossos dias, os primeiros cristãos estavam sujeitos ao mau ensino por parte de seus líderes e às consequências que isto poderia levar. Embora, os ensinados pareçam num primeiro momento vítima, não lhes pode ser retirada a culpa de sua letargia. Afinal, o apóstolo instrui, no mesmo capítulo, ao exercício do despojar-renovar-revestir que só é possível quando se tem o entendimento iluminado pela sabedoria do Eterno.

Se o problema é ensino, vamos estudar Teologia, pode pensar alguém. Por outro lado, não parece tão fácil quando os que detém a letra utilizam-na mais para dificultar do que para facilitar. Eles envolvem suas ovelhas em teias formadas por seus achismos sobre hábitos e costumes pesando-lhes os ombros e fechando a porta do cristianismo para os que não servem para a sua religião. Difícil crer que a socialização do que se aprende nos bancos acadêmicos poderia ser uma solução.

O que dizer da Igreja Luterana tendo nascido da forma que nasceu e hoje ser o que é? Quando a maior denominação pentecostal do Brasil passa a não ser mais referência de Escola Bíblica Dominical, acho que temos um problema gravíssimo, visto a riqueza de material teológico publicado por sua editora [recomendo a leitura de "A "mocidade" assembleiana em crise"]. Então, se num ambiente tradicionalmente apropriado como estes, o aprendizado está comprometido, o que dizer de onde não se é.

Aliás, roga a tradição não ter tradição e com isso, denominações mau têm estatuto, liturgia e dogmas de crença. Acontece a propagação do experimentalismo como regra de fé - a brecha para satã e sua vãs sutilezas. Ora, se o sentir é a medida de discernimento, o que aceita a "unção do riso" pode aceitar a "unção do vem-kikando". Por que esta não seria de Deus e a outra seria? O parâmetro não seria o mesmo, o da experiência pessoal? Assim, cristãos são contidos na órbita sem nunca chegar ao centro do cristianismo.

Por isso, cada um cuide se é que tem sido ensinado em Cristo. Se o que tem ouvido não leva à adoração de um Deus soberano e quase sempre ilógico, não leva a crer naquilo que não se vê, não leva a buscar e amar a Deus pelo que Ele é e não pelo que faz e nem leva a despojar-renovar-revestir, então, sem medo de errar, você está sendo ensinado noutro fundamento. Você está em perigo! Corra!!!

Permaneçamos firmes!

Nota: na foto, goleiro do Mazembe em comemoração, Muteba Kidiaba, um dos protagonistas da vitória do seu time por 2 a 0 sobre o Inter, na semifinal do Mundial de Clubes de Abu Dhabi, 2010.

Este blog é melhor visualizado com o Mozilla Firefox.
Qual é a sua opinião sobre o assunto? Deixe seu comentário aqui, pois, ele é muito importante.
Achou o artigo de utilidade pública? Compartilhe. Clique nos botões abaixo e divulgue o Pregação dos Loucos:


Bookmark and Share


Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Direitos Autorais Preservados