quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Carência afetiva: isto é um assalto - parte 1


Quem sabe não é no retiro que chega o teu varão, ou a tua varoa (ou a tua vareta)?. Ao que parece nada tem mais ibope do que a questão sentimental abordada nas rodinhas do pátio da igreja. Sempre surge uma brincadeira ou outra a este respeito, principalmente com aqueles que estão sem ninguém. Pretendo abordar seguidamente os diversos problemas relacionados à carência afetiva porque grande tem sido o seu estrago no meio da juventude. O que chama atenção é que isto não é privilégio das irmãs, pois, é espantoso o número de irmãos que se queixam de solidão... tô calente! Faz-se oportuno uma abordagem sistêmica visando aquilo que Paulo reafirmou estar em falta: entendimento.


Um problema de paixão

Jesus disse que quem mais é perdoado, mais ama, numa demonstração óbvia de que é possível haver maior ou menor intensidade no relacionamento com ele. Alguns novos convertidos (e velhos também) estão imbuídos de uma porção de coisas, momento em que a guerra entre carne e espírito se intensifica. Ao mesmo tempo que deseja o espiritual, deseja dar um jeito em suas pendências carnais. Vence quem tem a prioridade, quem, mesmo inconscientemente, tem a preferência, quem recebe mais paixão. É difícil alguém confessar que quer mais se dar bem do que essa coisa de buscar o Reino de Deus e sua justiça e etc. Na argumentação seguida de um tal comportamento isto fica visível. Não adianta disfarçar.

Alguns partem para o método tentativa-erro-tentativa numa mover intercessório do tipo orai também... sem olhar a quem. O que é isso? Nem sempre pouca-vergonha, não mesmo. É um problema de paixão. O fogo ardente que queima por dentro não queima por Cristo (ou até queima... só um pouquinho). O que faz os olhos brilharem e nascer um suspiro no peito não é o Noivo, mas um noivo. Sim. Alguém natural com quem se deseja compartilhar os dias sobre a terra. Isto sim mexe com a alma e com o espírito, isto impulsiona orações e súplicas no quarto em secreto, isto preenche os inúmeros pedidos de oração e as conversas no msn. Não Jesus.

E
ste é o problema de inúmeros jovens que não têm Jesus como o centro de suas vidas. Não foi Ele quem disse que a boca fala do que o coração está cheio? Idem para aquilo que os dedos teclam. Compare. Meça. Analise com sinceridade e conclua sobre aquilo que toma os teus anelos mais profundos. Uma chamada ministerial ou uma chamada marital? Tudo se resume a uma questão de prioridades e prioridades são estabelecidas por uma questão de paixão! Não vá ao retiro para se dar bem, nem a qualquer outro tipo de evento! Não perca o seu tempo preenchendo cadastros em sites de encontro cristão ou ligando para o correio gospel...
sou morena, 1,68, olhos castanhos... mas que porcaria é esta? Aonde você vai parar?! Ah, mas, conheço um que se casou assim... Tá bom, mas quantos quebraram a cara e conseguiram mais uma decepção para a sua coleção?! Ora, ora... não desperdice a sua juventude. Não desperdice os seus dias.

Q
uisera Deus ser o foco de tamanha atenção e esforço. Quando a alegria da salvação preenche um coração, a fé é o trinco que fecha a janela por onde entra o ladrão. Cuide para não ser roubado.


P
ense nisso.



======================================
*Logo ali, à direita, 3 enquetes para melhorar o blog. Quais serão as suas respostas?

Um comentário:

  1. Adorei... to calente srrssr muito bom seu texto viu? Parabéns.vc é dez!

    ResponderExcluir

Receba Nossas Atualizações Por Email!