terça-feira, 20 de outubro de 2009

As cinco potestades da antiga serpente


ORA, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o SENHOR Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? E disse a mulher à serpente: Do fruto das árvores do jardim comeremos, Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais. Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.
Gn 3.1-6

O apóstolo Paulo, na carta aos efésios, adverte sobre o inimigo a ser combatido no âmbito espiritual: principados e potestades. Potestades (exousia), no grego, também significa poder de reger e governar (segundo a concordância de Strong, verbete 1849) e isto nos remete à coletividade, porque, ninguém há de governar sobre um único indivíduo. A partir daí, infere-se que os maus espíritos, costumeiramente, atuam em conjunto e de maneira específica, nas diversas áreas da vida humana, o que pode ser observado na passagem acima.

1ª potestade - Engano

"E esta disse à mulher". Tudo bem que a serpente era a mais astuta das alimárias, mas daí ela iniciar um diálogo como se fosse um ser humano, não parece razoável. Ainda que o jardim do Éden fosse de um esplendor inimaginável, era de se desconfiar daquilo, até porque ela sempre esteve ali e de repente, de uma hora para outra, começa a falar. Desta maneira, satanás tenta os cristãos através de seus enganos e imitações baratas, por isso, fica o alerta: quando não tiver certeza, pergunte. Pergunte ao seu pastor, busque conselhos com os mais experimentados na fé. Se Eva tivesse corrido a Adão e comentado o acontecido, talvez nossa história pudesse ser outra. Tome cuidado com o que parece ser e não é. Peça ao Senhor discernimento de espírito sobre tudo o que há de pedir a fim de não ser vencido pelo engano do teu adversário e do teu coração!

2ª potestade - Cauterização

"É assim que Deus disse...?". Distração que leva ao esfriamento espiritual e perda da sensibilidade. Até ali estava tudo muito bem, Deus já tinha falado, eles já tinham recebido a direção e estavam debaixo da visão divina. Eis uma simples interrogação, um comentário assim como quem não quer nada para surtir um efeito devastador. É quando você está caminhando na obra do Senhor e de repente um infeliz lança um dardo de dúvida: "é assim que disse o pastor?". Se não guardar o seu coração, logo, logo, você dirá: "sabe que eu nunca tinha pensado nisso?". Entra na mente, desce ao coração e lhe faz perder tempo em questões tolas e por vezes infundadas. As almas estão lá fora, mas, você já não consegue ouvir o seu clamor, ocupado demais com o "ser ou não ser". Se acha que a sua igreja está fria, afira seu termômetro, pois, talvez, o resfriado é você.

3ª potestade - Operação do Erro (2Ts 2.9-11)

"Nem nele tocareis...". Foi isso que Deus disse? Não, não foi. Deus não disse para não tocar no fruto, disse apenas para não comer. Por que será, então, que Eva afirma isto? No mínimo, o famigerado ruído de comunicação. Ouso a dizer que esta é uma das mais sutis armadilhas de satã, cujo poder é de grande destruição. Quantas não são as famílias destruídas por um mal entendido? Parentes que não se falam, casais debaixo do mesmo teto, dias sem se olharem; divisão no meio da igreja. Uma forma natural de evitar este problema é testar o entendimento daquilo que lhe foi dito com uma simples pergunta, "então, deixa eu ver se entendi, você quis dizer... ?". Espiritualmente falando, é preciso orar. Combater a dureza do próprio coração e o suspeitar o mal, pois, quem ouve de mau grado dá lugar ao diabo. A serpente não falou com Eva por um acaso. Seu entendimento deturpado já tinha sido observado por aquele que anda ao derredor. Ao dizer "nem tocareis" era como se expressasse certa insatisfação com um Deus rigoroso demais... Cuidado, irmão! Um mal entendido pode lhe custar muito caro. A você e aos seus.

4ª potestade - Fascinação

"... árvore boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento...". Novidade? Certamente que não, afinal, quanto tempo esta mesma árvore estava ali no meio do jardim? Eva deveria estar acostumada com ela, a passar por ela, a vê-la diariamente... mas... de repente... um olhar diferente. Um sentimento diferente. Por instantes Eva fixa seus olhos naquele fruto proibido. É possível vislumbrar sua pupila dilantando, sua salivação e imaginação a respeito do sabor... do possível prazer... de como seria experimentar algo diferente... só para ver como é. Alguma semelhança com situações do cotidiano?

Esta potestade atua por milênios na Terra para jogar o homem na lona! É quando você repara aquela jovem da faculdade que estuda com você desde o primeiro período, no entanto, agora, de repente, no terceiro período, num dia qualquer você fita aquele menina e pensa: caramba! Imediatamente, meneia a cabeça, refuta aquele vislumbre, mas, no dia seguinte já a procura com os olhos e um sentimento diferente vai nascendo e os pensamentos vêm... "agradável aos olhos"... e a fascinação se enrosca em seus olhos e mente até lhe sufocar como uma serpente e matar-lhe! Infelizmente, isto é comuníssimo. Ou aquele colega de trabalho, irmã, que num dia elogia o seu cabelo... e quem não gosta de um elogio? Noutro dia, "fui almoçar e lembrei de você..." e você recebe um bombom... atos de gentileza que são um colírio demoníaco para lhe fascinar e lhe instigar a comparações do tipo, "gostaria que meu marido fosse assim...". Fascinação.

Até mesmo dentro de congregações. Um olhar diferente, um notar diferente a alguém que sempre esteve ali... ou porque fulano é tão espiritual, ou porque fulana é tão simpática, ou porque você gostaria que sua esposa fizesse a obra como aquela faz... Eva não foi atacada por acaso. Guarde isto. O adversário sabe de suas questões mal resolvidas! Vigia! Vigia! Que o sangue de Jesus limpe as esquinas de nossa alma! Não tente vencer esta potestade sozinho, pois, por isso sobrevêm os escandâlos. A vergonha é a tampa do caixão espiritual. Vá ao seu pastor, ao seu aliado e vomite a fascinação, confesse a fascinação a fim de sarar... antes que você perca o seu jardim...

5ª potestade - Jezabel

"Certamente não morrereis...". Serpentezinha cheia de "marra", essa aí. Característica de outra potestade bastante conhecida da Igreja por ser autoritária, sedutora, desobediente, persuasiva e promíscua fisíca / espiritualmente. A esta altura, vencida por tanta opressão, Eva dá vasão a um instinto pervertido e cruel. Ela come o fruto e não contente, leva-o para Adão comer. Ele, por sua vez, não estava tão distante assim, o que nos faz crer que havia possibilidade de tudo ser evitado, porque se ela sabia aonde ele estava, poderia ter ido até lá para denunciar a serpente falastrona. Enfim... Eva me faz lembrar aquele aluno que a esta altura já é certo nas provas de recuperação e pretende levar alguns com ele, como Lúcifer levou a terça parte dos anjos consigo. Atitude mesquinha. A pessoa não evolui espiritualmente e também não quer que o outro evolua. Não busca arrepender-se, do contrário, arrenda mais irmãos para seu estado caótico. Não presta atenção no culto e não deixa os outros prestarem. Arreda-te satanás!

E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão. 1Tm 2.14

Analogamente, o jardim do Éden nos remete à igreja onde congregamos e onde buscamos o Senhor e ouvir sua voz. Eva representa aquele novato na fé, com pouco conhecimento, mas, às vezes, cheio de disposição e coragem para ficar frente a frente com as forças do mal. Lembre-se do que nos disse o Senhor Jesus para edificar a casa sobre a Rocha. É necessário estrutura e cuidado primeiro com os alicerces. Estes lhe darão a resistência necessária para os futuros combates.

Adão tipifica o dito "crente burro velho"! Aquele que já tem anos, na presença do Senhor, e sente-se merecedor de algumas concessões e certa frouxidão espiritual, como se assegurado seu galardão. Equívoco é deixar de lado as primeiras obras e apoiar-se numa falsa sensação de segurança espiritual. Adão não foi enganado. Entenda que todos esses anos servindo ao Senhor não lhe dão uma lincença para pecar ou um abono especial por tempo de serviço. O Reino de Deus não funciona como o reino dos homens. Todos esses anos em santidade são um favor a si mesmo e não ao Senhor.

É hora de nos quebrantarmos e chorarmos. É hora de clamarmos uns pelos outros e juntos, como o Corpo de Cristo, enfrentarmos essas e quaisquer outras potestades.

Elas virão.

Elas atacarão.

E você?

Estará preparado?


=========================================================

Este blog é melhor visualizado com o Mozilla Firefox.







Um comentário:

  1. Bom dia, vejo que esta é uma triste verdade, porque muitos dos cristãos são mesmo enganados desta forma, não dão a devida importância para as pequenas coisas e derrepente se sentem enrredadas.

    Ainda bem que o Crito está sempre disposto a oerdoar aqueles que REALMENTE se arrepandem.

    ResponderExcluir

Receba Nossas Atualizações Por Email!