sábado, 20 de setembro de 2014

3 Tipos De Pessoas Com As Quais Você Pode E Deve Ter Comunhão







Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. (...) porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre. Sl 133-1,3


Tudo bem, o texto diz literalmente que a benção será liberada ali onde estão todo reunidos em união. Não basta estar ajuntado, tem que estar unido. Agora, como se faz para essa união ser algo verdadeiro? É justo pregar tal comunhão valorizando apenas o resultado dela (a benção)? Que benção é essa que muitos ensinam e poucos vivenciam? Eu acredito haver uma pequena confusão acerca disso e vou dizer o porquê.


Tempos atrás foi publicado na fan page do blog uma imagem que dizia :

Ó quão bom e suave é que os irmãos vivam em união
Poderíamos dizer ser esse um problema crônico dos mega-templos; antes fosse! Em pequenas igrejas é mais comum do que se imagina a falta de comunhão na raiz da palavra: o compartilhar. Alguém já disse que se você não confia no seu pastor, não deve estar congregando ali. Seja como for, não é raro olhar para o alto (liderança), para os lados e pensar: e agora? Sentimento que brota ao se deparar com a solidão em meio à galera. Você fica até surpreso por nunca imaginar que se sentiria sozinho no lugar mais improvável: uma igreja evangélica.


Afinal, Quando A Comunhão Acontece De Verdade?



Ela se dá no compartilhamento de ideias, gostos, valores e episódios (mais ruins do que bons). Não por fazerem todos parte de uma mesma empresa/igreja. Ela nasce por causa da cultura local e da programação da igreja. Ela vem do coração. Eu já ocupei certo cargo de liderança e tinha plena noção da fragilidade da admiração de certos irmãos por mim. Tanto que em dada oportunidade eu disse: “Somos família, mas nunca passamos pela nossa primeira crise como acontece em qualquer família. O que será que vai acontecer quando ela chegar?”. Ela chegou e se provou que a união era em função do posto ocupado e não da pessoa que ocupava o posto.


Quem São As Pessoas Com As Quais Poderei Ter Comunhão?



  1. Pessoas com as quais você pode perguntar: cara, você  lembra? Essas pessoas, talvez, estejam na sua antiga igreja e não na atual. Não convém viver de passado, esteja aberto para firmar novos laços de amizade. Mesmo assim, é bem recorrente termos um afinidade maior com pessoas que figuram nos capítulos passados de nossa história. Isso leva tempo para ser gerado, portanto, enquanto não acontece na nova igreja, encurte a distância pelas redes sociais e mantenha comunhão com quem você sabe já compartilhou.

  1. Pessoas que não tem expectativas acima do que você pode corresponder. Existem alguns, acredito não intencionalmente, no seu primeiro erro já mudam com você. Você esteve online todo tempo e numa única vez off-line elas. Melhor era na época da escola. A gente brincava, se estranhava e, sempre, sempre se acertava!

  1. Pessoas que ouvem com o coração. Porque o amor é o maior de todos os dons, então, os ouvidos suportarão ouvir as piores merdas sem se escandalizar (seja com o que tiver sido feito, seja com a maneira como é dito). A pessoa pode ser um cristão piedoso e um líder de excelência, mas, se ela se escandaliza com o termo “merda”, sinceramente… Pense duas vezes antes de procurá-la para que você não vire o tema da próxima pregação ou da próxima reunião de liderança. Se uma pessoa está unida a você, ela lhe ajudará a se limpar e não perder tempo examinando a sujeira.


A Comunhão É A Própria Benção



Então, se você conhece uma, duas ou três pessoas que se encaixam nos exemplos acima, considere-se abençoado. Vivemos numa sociedade fria e cheia de retórica onde até boas ações são utilizadas de maneira crítica. Logo, um ombro para chorar vale ouro. Como foi abordado no início desse post, existem propagandistas dessa união que forçam a barra. Querem fabricá-la, como se fosse possível, convencendo as pessoas a se relacionarem para conquistarem determinada liberação da parte de Deus. Ora, não mesmo! No máximo, elas vão se tolerar para parecer que está tudo bem sem nunca terem experimentado a benção da comunhão genuína.


Pense nisso!


Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Direitos Autorais Preservados