quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Retiro de Carnaval: um ALERTA para o novo convertido!



Ano passado, na véspera do carnaval, eu externei minha opinião a respeito do retiro de carnaval ponderando sobre os prós e contras. Em relação a estes, penso que vão mais além do trivial, porque o momento é muito propício para a ratificação dos conceitos denominacionais e para incutir o que se espera de cada membro. Os dogmas são inevitáveis, têm sua importância e precisam ser preservados desde que não ultrapassem os limites bíblicos nem se tornem um julgo.

Este pode ser um dos maiores perigos do retiro de carnaval ou de qualquer retiro: a deformação através de uma cultura denominacional cheia de conceitos mundanos. Quando o pastor, o líder proclama repetidamente que nós somos a igreja do século XXI, nós somos a geração do avivamento, nós fomos levantados porque nós não somos religiosos, nós isso e aquilo... não se torna difícil encontrar meia dúzia de novos convertidos olhando os outros de lado numa igreja evangélica.

Este orgulho nada tem a ver com a alegria de se fazer parte do Corpo de Cristo, é um sentimento de galera mesmo. Eu confesso que meu ego infla um pouco, perdoem-me, quando vejo declarações sobre a impactante torcida do Flamengo. Como frequentador dos estádios, um ar de superioridade se faz presente. Quando isso acontece em relação a uma placa de igreja ou seus hábitos e costumes, aí, acredito que alguma coisa está errada. Era assim quando eu era um dos 144 do pastor mais popular da igreja, na época do G12.

Eis a teia para se envolver mais um pobre ovelha e manipulá-la. Não é discipulá-la o foco do ministro, mas, inserí-la no seu sistema e garantir que tudo continue sobre controle. O uniforme para você pertencer à nossa galera, ao nosso exército é falar como a gente fala, é se vestir como a gente se veste, é frequentar todos os cultos, participar de todos os eventos e de uns dois ministérios. Pronto, você está muito bem espiritualmente. Quem sabe depois de um ano já é levantado a líder de alguma coisa!

Ora, você sabe pouco da Bíblia, mas, quem te levantou também, afinal, Deus usa aqueles que são como criança, que confiam sem questionar... Fale sério, você questionaria aquele que lhe deu um cargo de tanta confiança? Depois de todas as unções liberadas no retiro de carnaval, tantas palavras proféticas... ah, deus lhe plantou nesse lugar, rapaz! Ninguém entende. Só os que detém a nossa revelação! A visão! Não somos apenas uma igreja evangélica, somos mais do que isso, somos uma família...

Eis aí mais uma vítima do "senhor da guerra" que espera o jovem dar sinais de que é "um dos nossos", que põe culpa sobre os que cogitam mudar de denominação, ensina que crescimento numérico é sinônimo de avivamento e coloca-se como um pai num perigoso laço sentimental com os seus liderados. Se você já passou por isso, sabe do que eu estou falando. Se, por um acaso, ainda não passou, mas, identifica semelhanças entre o discurso de seu líder com o vídeo acima ou a canção abaixo, cuidado! Você corre perigo!

Composição: Renato Russo

Existe alguém
Esperando por você
Que vai comprar
A sua juventude
E convencê-lo a vencer...

Mais uma guerra sem razão
Já são tantas as crianças
Com armas na mão
Mas explicam novamente
Que a guerra gera empregos
Aumenta a produção...

Uma guerra sempre avança
A tecnologia
Mesmo sendo guerra santa
Quente, morna ou fria
Prá que exportar comida?
Se as armas dão mais lucros
Na exportação...

Existe alguém
Que está contando com você
Prá lutar em seu lugar
Já que nessa guerra
Não é ele quem vai morrer...

E quando longe de casa
Ferido e com frio
O inimigo você espera
Ele estará com outros velhos
Inventando
Novos jogos de guerra...

Que belíssimas cenas
De destruição
Não teremos mais problemas
Com a superpopulação...

Veja que uniforme lindo
Fizemos prá você
Lembre-se sempre
Que Deus está
Do lado de quem vai vencer...

Existe alguém
Que está contando com você
Prá lutar em seu lugar
Já que nessa guerra
Não é ele quem vai morrer...

E quando longe de casa
Ferido e com frio
O inimigo você espera
Ele estará com outros velhos
Inventando
Novos jogos de guerra...

Que belíssimas cenas
De destruição
Não teremos mais problemas
Com a superpopulação...

Veja que uniforme lindo
Fizemos prá você
Lembre-se sempre
Que Deus está
Do lado de quem vai vencer...

O senhor da guerra
Não gosta de crianças...

Nota: publicado originalmente neste blog em 13/03/2011.  

Divulgue o Blog Pregação dos Loucos. Clique Aqui.  
Bookmark and Share

2 comentários:

  1. Quem é sabe! Essa era uma das frases mais ouvidas em cultos em que pastores renomados pregavam. Muito boa sua colocação, André.Parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. Essa parada aí, meu aliado Henrique!

    Permaneçamos firmes!

    ResponderExcluir

Receba Nossas Atualizações Por Email!