quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

UFC 142 e o belo testemunho de um não protestante




Sábado, dia 14/01/2012, aconteceu mais uma edição do UFC Rio (UFC 142) - sem dúvida, uma das melhores até então. Tanto pelo nível técnico dos lutadores, tanto pelos nocautes inusitados, o evento daquele sábado trouxe mais popularidade para o esporte que cresce a galopes, no Brasil. Algumas manifestações religiosas puderam ser vistas por parte de alguns lutadores, mas, o testemunho que mais me chamou a atenção foi de um não cristão protestante.

Numa das lutas, Érick Silva - pupilo de Anderson Silva - nocauteou seu oponente em apenas trinta segundos de forma avassaladora. Foi incrível! Lembrou o Vítor Belfort aos 19 anos nocauteando Wanderley Silva. Só não foi melhor porque espantosamente o árbitro [brasileiro] Mario Yamasaki decidiu desclassificar  Érick sob alegação de golpes ilegais. Todos se mostraram chocados, inclusive, Dana White, o presidente do UFC. Mediante a isso, ele decidiu que o lutador brasileiro receberia a bolsa [premiação] integralmente como se tivesse ganho a luta.

Essa foi uma manifestação incomum de hombridade. Reconhecer o erro do juiz foi ser verdadeiro e pagar a premiação ao lutador foi agir com justiça. Até aonde se sabe, Dana White não é um cristão protestante, mas naquele momento usou de equidade. E, por que isso me chamou tanto a atenção? Porque se ele fosse crente e brasileiro, os evangélicos estariam jogando confetes e chamando a atenção para a bela atitude do irmão. Seria mais um merchan religioso que glorificaria o nome de quem?

Afinal de contas, bom senso não é privilégio de cristão. Nem moral, nem bons valores, nem coisas que uma boa educação familiar geram no ser humano. Essa ressalva é para que você não se acovarde na sua timidez e interprete equivocadamente quando ouve dizerem que "às vezes, o testemunho fala mais alto do que palavras". Sob este pretexto, alguns se abstém de verbalizar o Evangelho crendo que seu bom comportamento vai converter alguém... Se assim o fosse, Jesus não mandaria ir e pregar!

É difícil imaginar que existe momento e maneira propícios para isso? Creio que não! Portanto, não sejamos piegas e pensemos que estamos levando o Evangelho só porque falamos Jesus como um mero substantivo repetidas vezes. Por outro lado, que não nos gloriemos de nossas boas ações, porque de boas ações o mundo está cheio, inclusive no MMA. Se for apenas para aprender a ter disciplina, saber respeitar os superiores, ser comprometido e perseverante, então, não precisa ir para a igreja. Treinar com um mestre de qualquer arte marcial já será o suficiente. A conversão a Cristo produz bem mais. Pense nisso!

Permaneçamos firmes!


Bookmark and Share

2 comentários:

  1. Olá meus queridos irmãos, Graça e Paz.
    Como é bom encontrar blogs como este vosso, uma benção. Como sempre tenho dito: Aprendendo uns com os outros crescemos na graça e no conhecimento. Convido-os para conhecer o nosso blog, Mensagem Edificante para alma, ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se nos seguir-nos.
    Deus vos abençoe ricamente
    Josiel Dias
    Mensagem Edificante para alma
    http://josiel-dias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por suas palavras, irmão Josiel. Achei seu blog sensacional, principalmente por causa da chama missionária!

    Permaneçamos firmes!

    ResponderExcluir

Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Direitos Autorais Preservados