quarta-feira, 18 de maio de 2011

O Silêncio da Igreja Não é Desprezo, é Despreparo mesmo...

Pessoas efeminadas no grupo de louvor, dando aula no ministério infantil e até escola bíblica dominical. Não ouvi falar não, eu mesmo presenciei tudo isso, aqui no RJ. Tomara que você não esteja se lembrando de fatos semelhantes, porém, para certos assuntos os evangélicos se comportam como quem se cala e fica cheirando o próprio "pum". Parece que a igreja só seu deu conta do seu dever e direito de expressão, agora, diante da ameaça de perdê-lo.

A feminilidade de um macho não é manifestada da noite para o dia. Já na infância, é possível observar os primeiros traços - eu trabalho em escola, falo com propriedade - e o que os pais e os tios do ministério infantil fizeram? Comportaram-se como quem se cala e fica cheirando o próprio "pum". Fingir que não vê, que não é bem assim... não impediu aquele pré-adolescente de crescer e, hoje, na idade adulta empunhar bandeiras coloridas e gritos de ordem contra os evangélicos preconceituosos!

O silêncio da igreja poderá lhe custar muito caro. Os tabus criados são muros que agoram começaram a ruir e desabar sobre suas cabeças. Quanto a isso, talvez a culpa recaísse sobre os líderes do passado. Nem os pais da igreja e nem os heróis da fé, souberam lidar com certos conflitos do mundo em que viviam e a igreja moderna não faz diferente. Resultado? Nasce a Igreja Cristã Contemporânea. Sim, não adianta fingir que não é com a gente porque até bem pouco tempo os membros de lá eram membros daqui e, enquanto estavam aqui, em nossa convivência, o que foi feito?

Talvez algumas piadinhas e nada mais. Alguém falhou... E por isso, o momento atual também é propício para rever conceitos e admitir a falta de preparo generalizada para lidar com determinados assuntos. Pois, ainda se discute se mulher pode ser pastora, se domingo é dia de ir com a melhor roupa para o culto etc., entretanto,  como abordar a homossexualidade se não se fala sobre sexualidade cristã?  É por isso que muitos preferem ligar para uma rádio e tirar suas dúvidas, já que nunca ouviram e - lamentavelmente - nunca ouvirão uma pregação sobre o tema.

A Antropologia e a Psicologia têm o seu espaço e sua utilidade. Despreze-as e satanize-as; assim, sempre achará que o que funcionava no seu tempo ainda funciona hoje. Este discurso antiquado acompanhado de um silêncio ditatorial têm aberto as portas da igreja mais para a saída do que para a entrada de almas! Cuide para não estar com mãos sujas de sangue. Se a conversão de um pecador ou a formação de um discípulo não lhe valem horas a mais de estudo, o que você faz numa igreja?

Permaneçamos firmes!


Este blog é melhor visualizado com o Mozilla Firefox.
Qual é a sua opinião sobre o assunto? Deixe seu comentário aqui, pois, ele é muito importante.
Achou o artigo de utilidade pública? Compartilhe. Clique nos botões abaixo e divulgue o Pregação dos Loucos:






6 comentários:

  1. Concordo com oq vc disse. Mas, enquanto assunto de Igreja, não Estado. Acho ruim os assuntos da Igreja se envolverem com os assuntos do Estado. Lutamos muito tempo por um Estado laico, pois vivemos num país plural e não um fundamentalismo. Eu relaciono o Estado laico com o direito do livre arbítrio.
    A propósito, um bom site onde se discute sexualidade e vida cristã: http://sexxxchurch.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Verdade, Caliane...

    Eu conheci este site ano passado e achei de tremenda relevância. Jesus pediu que não fôssemos tirados do mundo, no entanto, queremos viver como se assim não o fosse! Esse ministério tem o mérito de encarar a vida como ela é.

    Permaneçamos firmes!

    ResponderExcluir
  3. Um dos problemas é que faltam profetas. Muitos reconhecem o erro mas ficam apenas comentando nas rodinhas. Falta verdadeiros Joãos Batistas, Jeremias, Isaías...

    O cara reconhece o problema, mas tem o interesse de alcançar um lugar na pirâmide eclesiástica e se cala. Coitado desses! Amargam a frustração de serem passados para trás nos jogos eclesiásticos e ainda serão cobrados pelo Pai Eterno.

    Os jogadores mudam mas é sempre o mesmo jogo.

    Que Deus nos dê coragem para romper a covardia muitas vezes disfarçada de "sabedoria" para denunciarmos os erros que tem "matados" a muitos.

    Como vc bem escreveu, que não tenhamos sangue em nossas mãos.

    Deus nos ajude mano.

    ResponderExcluir
  4. Pois é Comuna! As causas são diversas bem como as situações vivenciadas. Ascensão eclesiástica, falta de comprometimento etc. levam ao emudecimento, entretanto, o despreparo tem-se mostrado o fator preponderante.

    Porque o problema precisa ser denunciado e solucionado. Isso aponta para acompanhamento mais de perto e até este só acontece se houver consentimento do assistido. É importante buscar capacitação para o "eis-me qui" se solicitado for um dia...

    Que sigamos a direção de Deus para Ezequiel: falar e quem der ouvidos deu; quem não deu não deu.

    Permaneçamos firmes!

    ResponderExcluir
  5. Tem algo que sempre me incomodou que sustenta esse silencio. Uma frase usada com frequencia."Vontade permissiva de DEUS."Minha pergunta é: -É vontade de Deus permitir a imundice? É vontade de Deus?

    ResponderExcluir
  6. Essa coisa de vontade permissiva é algo complexo. Penso que vontade é vontade. Ela deve ser vista de maneira abrangente considerando que este mundo jaz no maligno e que todos foram destituídos da glória de Deus [e a partir daí, produtores de imundície por natureza].

    Vale, buscarmos um entendimento maior a respeito.

    Permaneçamos firmes!

    ResponderExcluir

Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Direitos Autorais Preservados