domingo, 18 de abril de 2010

Se musica do mundo é pecado por que filme secular não é?


Outro dia, eu estava tomando café e comendo uma cavaca de milho. Definitivamente eu gosto muito de cavacas e enquanto saboreava uma ficava a pensar sobre essa coisa de hábitos e costumes nas igrejas evangélicas. Até que me pus a perguntar: se musica do mundo é pecado por que filme secular não é? Acho que também não sei, talvez porque ninguém até hoje se aventurou em procurar a resposta. Enfim... somos legalistas demais para uma coisa e menos para outra ou não sabemos mesmo o porquê de tudo?

Se compararmos uma com a outra, existirão pontos em comum entre a evangelização atual e a antiga catequese romana. A quebra de hábitos, a forçação em inserir o indivíduo dentro do contexto, das normas, da "doutrina", etc. Logicamente, um perdido deverá passar pelo processo de regeneração, porém, vejo o homem mais como um cooperador de Cristo do que o autor de tal transformação. O pior mesmo é que a investida  se dá para a preservação denominacional e menos para o crescimento do novo convertido na Graça e no Conhecimento. Daí seguem-se as reafirmações do "isso pOde, isso não pOde" de uma série de coisas que fazem até sentido à luz da Palavra, no entanto, outras são totalmente sem pé nem cabeça. Se musica do mundo é pecado por que filme secular não é?

Não, eu não ouço musica do mundo e nem sou favorável que um cristão ouça. Por outro lado, já não me escandalizo com os irmãos que o fazem. Nem tudo é conveniente e cada um sabe de si. O questionamento me ocorre por causa da forma que muitas vezes um valor é transmitido. Formar é diferente de condicionar. O próprio Deus, por vezes, deu ao Seu povo o direito à escolha e a chance de pensarem antes de se decidirem por algo. Infelizmente, alguns insistem em não ser à Sua imagem e semelhança.

Para eu não ouvir musica do mundo, no passado, já me argumentaram o seguinte:
  • os compositores, em geral, não são cristãos e, portanto, não são inspirados por Deus;
  • os músicos, em geral, não são cristãos e muitos fizeram pacto com o diabo em troca de fama;
  • os cantores querem a glória para si, algo contrário à nossa fé;
  • o ritmo das músicas do mundo induzem ao pecado;
  • suas letras tem duplo sentido ou são opressivas.
Só tem um detalhe (ou alguns detalhes):
  • nem todas as letras de música gospel são compostas por cristãos;
  • cada vez mais músicos não-cristãos participam da produção de cds evangélicos;
  • muitos cantores evangélicos cobram alto valor monetário mais estrutura de palco para se apresentarem em igrejas, congressos e shows. Comportamento típico de popstar;
  • existem letras evangélicas em que não se sabe para quem está sendo cantada;
  • muitos músicos evangélicos se inspiram em músicos do mundo (guitarristas, bateristas...).
E se aproveitarmos as justificativas da musica do mundo para os filmes seculares, temos:
  •  os diretos e escritores, de igual forma, em sua maioria não são cristãos e não inspirados por Deus;
  • atores são adeptos de doutrinas totalmente contrárias às Sagradas Escrituras ou são ateus;
  • o mundo do cinema é regado a status, orgulho e idolatria;
  • as histórias tem mensagens subliminares;
  • as histórias tem mensagens que promovem outras religiões ou Nova Era;
  • as histórias tem cenas de sexo, morte, adultério, prostituição, ira e todas as obras da carne;
  • a trilha sonora é toda ela composta de musica do mundo. 
Logo, seguindo o raciocínio lógico dos catequisadores evangélicos assistir filme secular é pecado. Sim, se a questão passa por isto, por ser ou não ser pecado, então, da mesma forma que musica do mundo é pecado, assistir filmes do mundo também é. Pecado de estimação, tolerado e incentivado, feito debaixo de vossos narizes!  Misericórdia.

Todas as institituições têm seus próprios costumes e o direito de preservá-los. O que se há de pensar é a que preço tudo isto vale a pena. Uma vida vale menos do que uma organização evangélica? É aceitável ver um novo convertido afastar-se da comunhão dos santos por não conseguir bater as metas comportamentais ou não conseguir se adaptar à cultura local? Ser excluído pelos olhares recriminatórios dos irmãos que dizem o amar em Cristo Jesus?

Siga a visão que lhe foi transmitida. Seja fiel ao lugar onde está. Nunca se esqueça de que dELE, por ELE e para ELE são todas as coisas e que, por isso, sua ajuda é dispensável. Entre homem e a Bíblia, que você não erre em sua escolha!

Sola Scripturas.

Somente As Escrituras!

Achou o artigo interessante? Compartilhe-o nas suas redes sociais: Twitter, Orkut, Facebook... ou envie-o por e-mail. Clique no botão abaixo:


Bookmark and Share

3 comentários:

  1. "Somos legalistas demais para uma coisa e menos para outra ou não sabemos mesmo o porquê de tudo?"

    Sua reflexão é muito oportuna e traz questionamentos que muitas vezes esquecemos de fazer. Na verdade, nossa justiça é desequiblibrada, nossa balança não foi aferida - como dissestes, somos legalistas ao extremo em relação à alguns assuntos (muitas vezes até condenaríamos alguém à fogueira por cometer um determinado ato), enquanto outros, do mesmo teor, ignoramos. Quando somos chamados à reflexão é que damos conta de que ambos os casos têm o mesmo peso.

    Muito bom o seu blog.

    Quando puder e vosso tempo permitir, dê uma passadinha em nosso humilde blog: www.evangelismoelouvor.com . Direto ao assunto: ESTOU ME INCLUINDO EM SEU QUADRO DE SEGUIDORES e gostaria muito de tê-lo em em nosso quadro também, que, alías, não considero SEGUIDORES, mas AMIGOS que propõem compartilhar boas novas ou mesmo refletir criticamente os "dias trabalhosos" da pós-modernidade, dentro e fora da igreja.

    Conto com seu atenção e compartilhamento.

    Que o Senhor Jesus abençoe a sua vida e, através do blog, a vida de todos os seus leitores.

    Ozenice Almeida
    Nosso Blog: www.evangelismoelouvor.com

    ResponderExcluir
  2. Ozenice, obrigado por suas palavras. A D'us seja a Glória!

    Parabéns pelo seu blog.

    Permaneçamos firmes!

    ResponderExcluir
  3. Edejorge Santos

    Se todo Cristão tivesse a mesma visão que Cristo tinha, viveriamos muito melhor e teríamos mais tempo para falar e viver o verdadeiro Amor. Parabéns pelo vosso blog...

    ResponderExcluir

Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Direitos Autorais Preservados