quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

A igreja em chamas

A história nos fala que Nero assistiu Roma queimar enquanto tocava seu violino; algo que poucos não acham totalmente incrível. Mas, quantos de nós temos tomado os nossos lugares como espectadores da grande tragédia cantando enquanto a igreja do Senhor Jesus Cristo queima? Sim, existem muitos que vão sentar e se encostar no seu sofá, contente, convencido que é o fogo do Espírito Santo. Mas não é nada disso. Existe uma grande diferença entre o que o Espírito Santo faz e o que o diabo faz. E o que está acontecendo na igreja hoje, com seu foco na amizade com o mundo, sua preocupação com conforto e uma vida fácil (chamando de “vontade de Deus”), e sua fé fácil e barata dizendo que todo o mundo é salvo independente se vive em pecado ou não, não pode ser chamado de nada mais do que uma grande ilusão, ou mais correto, desilusão.


A cada dia que passa eu fico surpreendido e triste quando olho para a igreja de Cristo e como ela parece cada vez mais com o mundo. Deus nos chamou parar nos separar do mundo, “Portanto, saia do meio deles, e se separe deles, diz o Senhor. Não toquem em nada impuro, e eu os receberei”. Está escrito. Saia do meio deles! Se separe deles! Ordens claras e fáceis a entender, mas eu não vejo muitos fazendo isso. Eu vejo pessoas que se chamam de “filhos de Deus” fazendo o oposto em tudo. Parece que foram convencidos que o mundo é correto e o caminho certo e que Deus “entenda” que têm que viver aqui. Mas, está errado. Não é isso que Deus deseja. Deus deseja uma igreja que está “se esforçando para ser cada vez mais santo no temor de Deus”. Não esse impostor que está cada vez mais achando desculpas para poder curtir seus pecados, as coisas desse mundo e parecendo mais com ele.

Horatius Bonar falou mais do que 100 anos atrás, “Eu procurei a igreja e achei ela no mundo, e eu procurei o mundo e achei ele na igreja”. Uma igreja mundana nunca alcançará o mundo. Se nós tentamos ganhar o mundo sendo como o mundo, o mundo vai nos ganhar. Quantos erros foram feitos numa tentativa de ganhar o mundo ou o deixar entrar dentro da igreja sem se escandalizar? Vamos falar de métodos tipo boates “cristãs” e funk “gospel” e “namoro santo”. Não vou atirar pedras, mas para enfatizar a importância disso. Fingindo de ser como eles, corremos risco de se tornar como eles. Conheço alguém que uns anos atrás era DJ nessas tais “Noites Gospel” e hoje ele é DJ numa boate GLS. Nós nem vamos entrar no assunto de quantos jovens tem caído ou desviado devido o diabólico namoro “cristão”. A verdade é que uma boa parte daqueles que brigavam pelo espaço de tentar alcançar o mundo com essas novas estratégias, ovelhas se vestindo de lobos, estão fora da igreja hoje, deixando ela em chamas. Mas, o que esperávamos. Deus nos chamou para fora do mundo e nós entramos.

Deus ainda está nos chamado para fora do mundo. Deus unge um povo peculiar, diferente, separado com seu Espírito Santo. Não existe uma outra maneira, a história nos mostra isso. Nós temos que ser um povo diferente nesses “últimos dias”. Deus está chamando o seu povo de sair do meio deles, só que esta vez alguns vão precisar sair dos lugares onde congregam todo domingo. Deus está separando um povo que ama as coisas Dele mais do que as coisas desse mundo. Muitos vão continuar no seu caminho sendo influenciado pelo mundo, segundo seus caminhos, apagados nas suas igrejas mundanas, correndo atrás tudo que esse mundo oferece, sabendo que o fim de tudo isso é morte. O mais triste é que eles não se importam, pois são convencidos que será diferente para eles no fim. NÃO VAI SER!!!

1 João 2.15; Não amem este mundo, nem as coisas que ele oferece. Se alguém ama o mundo, mostra que o amor do Pai não está nele.

Tiago 4.4; Adúlteros! Vocês não sabem que amizade com o mundo os faz inimigos de Deus? Falo mais uma vez: Quem quer ser amigo do mundo, se torna um inimigo de Deus.

Não existe como escapar do sentido e significado desses versículos. Um Cristão não pode participar com esse mundo nos seus prazeres, desejos e pecados. Muitos vão querer argumentar comigo nesse ponto, mas eu simplesmente tenho que apontar para sua vida, eu te mostro o seu coração frio e desviado e nada mais tem que ser falado. A Bíblia tem falado. Sua palavra não vale nada. Você é amigo de Deus e inimigo do mundo ou amigo do mundo e inimigo de Deus.

Esse mundo não é mais nosso e nossos interesses não estão aqui. Isto é a declaração de toda pessoa verdadeiramente salva. É impossível ser um crente mundano. Nós não somos mais cidadãos desse mundo poluído, somos cidadãos do céu. Nós temos uma casa, mas não uma feita com mãos humanas. Nossa natureza não é o mesma e os nossos desejos são diferentes.

Thomas Brooks falou, “As honras, os esplendores, e toda a glória desse mundo são doces venenos que são perigos grandes a nós, se não nos destruímos eternamente”.

Doces venenos. Ainda assim, quantos membros de igrejas vivem como o mundo vive sem nenhuma preocupação? E quantas igrejas oferecem esses “venenos” misturados com a verdade? Beberemos com Jim Jones a sua morte. A verdade misturada não é mais a verdade, mas uma mentira. E muita verdade mistura que saí dos púlpitos hoje será condenada e exposta no dia do julgamento como mentira que realmente é. Só que vai ser tarde demais porque muitos já terão bebido e acreditado e será achado clamando, “Senhor, Senhor” na sua última hora.

Por isso Deus nos avisa, “Saia do meio deles”, “Se separe deles”. Nosso clamor não deve ser de “Senhor, Senhor” em desespero, mas um de “meu interesse neste mundo foi crucificado e o interesse deste mundo por mim também já está morto”. Que essa seja a verdade! Onde estão aqueles que buscam isso, que choram por não ter vivido isso, que vê uma multidão se perdendo dentro das paredes onde achavam que achariam salvação.

“Nunca houve um tempo quando existia uma necessidade maior por homens de paixão, homens de princípios, homens com uma visão do Espírito Santo, no serviço do Senhor”. Alan Redpath

Vamos se sentar e assistir a igreja acabar em chamas, ou vamos agir? Clamaremos por Ele? Condenaremos o que nosso Salvador já condenou nas Suas Escrituras ou vamos tentar achar unidade onde nunca deveríamos ter? O que a luz e as trevas têm em comum? O que adianta ter uma atalaia se ele dorme? Ou pior, se ele assiste a igreja em chamas comentando da beleza das cores do fogo?

É a hora de agir! É a hora para o povo de Deus ficar de pé e se e falar, pregando suas 95 teses numa porta, defendendo a fé, lutando pela verdade! Chegou a hora de uma nova reforma, antes que tudo esteja perdido. A igreja do Senhor Jesus Cristo está em chamas e não é avivamento. Onde estão os novos Reformadores? Onde está a voz profética? Deus, salva a sua igreja!


“O profeta dos nossos dias será totalmente aceito por Deus e totalmente rejeitado por homens”.


Pr. Jeff Fromholz








quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Crimes satânicos e as pessoas desaparecidas


Amados irmãos, apresento aqui uma entrevista realizada com Leo Montenegro, autor do livro Crimes Satânicos. O livro, além de denunciar o rapto organizado de pessoas com objetivo serem sacrificadas em rituais de magia negra dentro e fora do Brasil, apresenta casos que vêm acontecendo em todo o mundo. Acompanhe as revelações do autor, que no momento já prepara mais um volume sobre o tema. A entrevista foi realizada pela irmã Wilma Rejane para a UBE.

Ao final do post, saiba como participar da promoção e concorrer a exemplares do livro.



1 - De que forma surgiu a idéia do livro Crimes Satânicos?

Na verdade foi através de uma noticia sobre um desses crimes onde uma mãe sacrificou seu próprio filho de menos de 3 anos em um ritual de magia negra. Essa noticia trazia fotos da cena do crime e confesso que isso me abalou e me fez perguntar de onde vinha maldade tal a ponto de uma mãe matar e esquartejar o corpo do próprio filho.

Então comecei a pesquisar sobre o assunto e descobri que mesmo a mídia não divulgando, esses crimes acontecem a todo o momento e em todo o lugar.

Comecei a encontrar muita coisa, tive acesso a cenas de crimes, fotos e tudo o mais, sempre com apoio de pessoas do mundo todo, incluindo policia, perícia, investigadores, familiares de vítimas, etc.

É terrível saber que em alguns cultos satânicos há mães que geram filhos para que, logo ao nascer, sejam sacrificados nos altares satânicos, e isso passa despercebido, pois essas “mães” não dão a luz em hospitais.

No inicio não tinha idéia de escrever um livro, mas conforme fui descobrindo muitas coisas resolvi compartilhar com as pessoas e aí sim surgiu a idéia do livro.
Na verdade o Crimes Satânicos terá pelo menos mais um livro, que será um segundo volume.


2- De onde veio o apoio para a realização do trabalho?

Conforme pesquisava e colhia depoimentos, muitas pessoas se mostravam interessadas em ajudar com matérias, contatos, traduções (inclusive em russo), e citavam casos.

Tentei contatar parentes de crianças desaparecidas ou vitimas de rituais satânicos, mas foi muito difícil, pois essas pessoas vivem com medo e não sabem em quem confiar devido ao descaso com que foram tratadas pela sociedade e até mesmo autoridades, pois no Brasil a luta por justiça é muitas vezes uma luta silenciosa.

É muito triste a forma com que a causa dos desaparecidos é tratada nesse país.
Como uma pessoa só é declarada desaparecida depois de 48 horas, se é sabido que as crianças raptadas e desaparecidas são mortas muitas vezes em até 24 horas.

Isso poderia mudar se os nossos políticos votassem leis que favorecessem uma pronta resposta das autoridades em caso de desaparecimento, porém sabemos que esses mesmos políticos estão mais preocupados em votar o aumento de seus próprios salários.


3 - Você enfrentou algum tipo de pressão durante o andamento dos trabalhos?

Creio que a maior pressão foi espiritual e o pior momento foi a descoberta de um Vídeo Snuff (que são vídeos de assassinatos reais filmados com o objetivo de comercialização, e descobriu-se a conexão desses vídeos com cultos satânicos e redes de pedofilia).

Esse momento foi o mais difícil, pois tive que assistir dezenas de vídeos com esse tipo de conteúdo inclusive vídeos de rituais de magia negra, e infelizmente a internet está cheia desse tipo de conteúdo. Passei por tudo isso, pois minha intenção era encontrar um Vídeo Snuff real, algo que até aquele momento era considerado “Lenda”.

As cenas que eu vi e ouvi são de extrema maldade e posso dizer sim, que o mundo jaz no maligno.

Nesse momento muitas pessoas estavam orando por mim e isso foi essencial para concretizar o trabalho, pois pensei muitas vezes em desistir e até mesmo tive que parar o processo de pesquisa e investigação do livro, pois estava cansado, tendo crises de choro e não conseguia dormir à noite, pois ao fechar os olhos lá estavam as cenas em minha mente.

Minha esposa foi uma verdadeira mulher de Deus e peça importante para a concretização do trabalho, pois tinha momentos que eu não tinha forças nem para orar, talvez muitas pessoas possam ver isso como uma fraqueza, mas realmente tudo isso foi uma grande luta espiritual e com minhas próprias forças eu não teria chegado ao final. Então sei que foi Deus que me capacitou.

Eu não escolhi escrever esse livro, mas era necessário que essa denúncia viesse à tona.


4 - O que mudou em sua vida após o trabalho de investigação e publicação do livro Crimes Satânicos?

Até o livro ser publicado foi uma grande luta como já falei, porém depois com o apoio da editora Naós e de muita gente que tem apoiado o trabalho eu me senti mais seguro, pois vi que realmente eu não estava sozinho em tudo isso, pude ver que muitas pessoas estão se mobilizando e se perguntando:

“O que está acontecendo? Por que tantas crianças somem no país? O que eu posso fazer para ajudar a causa dos desaparecidos?

Muitas pessoas dizem que sou corajoso em fazer isso, mas a verdade é que Leo Montenegro é uma voz solitária na multidão e apenas um jovem acreditando no que diz 1 João 2-14.

Como Cristão acredito que temos que atender ao chamado de Deus para nossas vidas, e o “Eis-me aqui” é algo nobre nos dias de hoje e eu creio que todos podem ajudar na causa dos Desaparecidos, se você tem um blog, site, Orkut ou qualquer meio você pode se mobilizar divulgando textos, fotos, notícias - e com isso podemos sim salvar vidas e evitar que outras crianças sejam raptadas.


5 - Como você vê as noticias veiculadas recentemente na mídia envolvendo crianças em rituais com agulhas?

Esse caso foi uma exceção, pois a mídia nacional acabou divulgando o caso com toda a atenção.

Desde o Caso Evandro de Guaratuba no ano de 1992 que eu não via a mídia dar tanta atenção a um caso envolvendo ritual de magia negra.
Creio que esse caso fez muitas pessoas notarem que essa é uma prática comum e trouxe o assunto à pauta, tanto que quase todos os dias você pode ver novos casos sendo noticiados em toda a mídia.

Esses crimes acontecem com muita freqüência, para você ter idéia em Fortaleza uma série de crimes envolvendo rituais de magia negra estão acontecendo e isso não está sendo divulgado em lugar algum, a verdade é que os crimes continuam e ninguém foi preso até o momento ( Janeiro de 2010).

Na Tanzânia , Borundi e outros paises da África centenas de Albinos estão sendo mortos, esquartejados e seus pedaços estão sendo vendidos para serem usados em rituais de feitiçaria pois existe uma superstição entre os nativos de que feitiços feitos com pedaços de Albinos trazem poderes mágicos.

Como podemos ver isso está acontecendo em todo o mundo, porem pouco se noticia sobre esses casos.


6 - Léo, o que você acha que deveria ser feito para tornar as buscas a pessoas desaparecidas mais eficazes?

O Cadastro Nacional de Desaparecidos seria muito eficaz na busca e catalogação dos desaparecidos no Brasil.

Creio que campanhas do governo seriam de grande valia e até mesmo empresas poderiam colocar em seus rótulos de produtos fotos de crianças desaparecidas como muitas já fazem ou fizeram, parece que esse assunto para a sociedade é coisa do passado, mas os desaparecimentos continuam.

A maior união e integração das policias brasileiras também seria muito bem-vinda.
Mas eu ainda acredito que o maior passo pode ser dado por cada um de nós divulgando e ajudando essa causa, como falei há pouco.


7 - Tem algo, que você descobriu que não foi publicado? Por quê?

Existe muito conteúdo não publicado ainda e teremos um novo livro logo.
Tenho recebido muito apoio de varias pessoas que me escrevem relatando casos, experiências e denunciando crimes.
Tenho pesquisado essas denúncias e posso dizer que tenho em minhas mãos muito conteúdo.
O que posso dizer é que no mínimo eu sei demais e isso é perigoso pois faz de mim um alvo fácil.
Essa é a parte difícil de ser Leo Montenegro rsrs


8 - Que mensagem, você deixaria para as pessoas que estão lendo esta entrevista e que já leram ou pretendem ler o livro?

Leonardo da Vinci disse certa vez: “Aquele que não pune o mal, ordena que ele seja feito”. E eu acredito que até hoje essas crianças tem desaparecido com tanta freqüência no Brasil e no mundo pelo descaso com que esses crimes sempre foram tratados, então devemos denunciar esses crimes para que esses raptores se sintam acuados e assim possam agir com menos liberdade e freqüência.

Sei que não vamos parar os raptos, mas se conseguirmos fazer com que eles diminuam estaremos salvando vidas.

Sobre o livro, eu peço que leiam, mas depois de ler não deixem o livro parado na estante, emprestem para seus amigos da igreja, família, e seus pastores e líderes.

Entendo que o livro é “pesado” e até não aconselho para que algumas pessoas o leiam, mas a mensagem dele não pode ser ignorada e nem ficar parada numa estante.

Obrigado à todos que me escrevem e compartilham suas experiências.

Deus abençoe a todos nós.

OBS: Para contatos com Léo Montenegro escreva para : leomontenegro09@gmail.com


9 – O livro está disponível nas livrarias evangélicas?

Sim. Os interessados podem também contatar a Editora Naós através do site www.editoranaos.com.br. E está disponível também em grandes lojas online, como Submarino, Americanas ou 100 % Cristão.

_____________________________

Caros irmãos: A União de Blogueiros Evangélicos, em parceria com a Editora Naós, vai sortear para os blogueiros 5 (cinco) exemplares do livro Crimes Satânicos.

Para participar da promoção basta republicar em seu blog o texto acima, da entrevista realizada com o autor. Em seguida, insira um comentário aqui neste post, informando de sua participação, não se esquecendo de deixar o link de seu blog para podermos conferir.

A promoção será válida do dia 15 até o dia 30 de Janeiro, e os livros serão enviados pelo próprio autor.

domingo, 17 de janeiro de 2010

E Cazuza "tinha razão"...

No ano de 1993, algo histórico aconteceu para os aficcionados nas sagas dos super-heróis. Desde a minha pré-adolescência, eu sempre gostei de ler gibis adultos, porque, tinham um enfoque voltado para a realidade e principalmente para os conflitos comuns a um ser humano, mesmo sendo seus personagens fictícios. O ponto alto desta linha editorial teve a maior repercusão quando aquilo que era mais improvável de acontecer aconteceu: a morte do Super-Homem*! Lembro-me bem daquela capa de revista preta com seu símbolo ensaguentado. Quando terminei de lê-la, um sentimento de surpresa me acometeu, porque ninguém poderia imaginar que um dia isso pudesse acontecer. O bom é que sua morte foi sucedida de uma ressurreição, ainda que ele não tenha sido mais o mesmo (mostrando-se emocionalmente instável e inseguro).


Esta sensação de surpresa, eu diria perplexidade me tomou ao longo de todo o ano de 2009 diante de fatos e atitudes pouco prováveis de algumas figuras de destaque no meio evangélico. Pessoas que inspiraram toda uma geração, que nos fizeram querer ser iguais a eles, gradativamente declararam-se o oposto de tudo que defenderam um dia. Não encontro versos melhores para descrever tamanha frustração senão os do velho Cazuza: "meus heróis morreram de overdose... meus inimigos estão no poder"; e parodiando eu acrescento, "teologia" eu quero uma pra viver...

Eu vi apoio público a sectaristas, pessoas que exaltam suas denominações como a única a ser realmente de Deus. Eu vi despregarem o que pregaram e repregarem o que antes criticavam. Eu vi persuasão tomar o lugar da unção. Eu vi Psicologia no lugar da Teologia. Eu vi pregações centradas em pregadores. Eu vi politicagem usada como corporativismo. Vi defesas e ataques, alianças e parcerias feitas e desfeitas. Eu vi rivalidade e revanchismo por trás dos microfones. Eu vi a gestão tomar o lugar do pastoreio. Eu vi os números e metas tomarem a importância que antes pertencia às ovelhas do aprisco. Eu vi a profissionalização de ministérios. Eu vi filiações manobradas. Eu vi o material se sobrepor às almas. Eu vi a romanização dos evangélicos. Vi falência espiritual.

H
á os que continuam acreditando nesses "heróis", talvez pelo que eles foram um dia e não pelo que são hoje. Outros insistem em seguí-los na mesma esperança que havia nos leitores de histórias em quadrinhos, em 1993: a de ressurreição do Super-Homem. Outro grupo continua defendendo os seus ungidos pelo simples fato de terem morrido junto com eles. Como já diz o outro "cada um tem o evangelho que merece".


A
o morrer, Super-Homem assassinou seu opositor, o Apocalipse*. Isto lhe trazia um peso enorme porque não tinha sido a primeira vez. Reconhecimento do seu erro, arrependimento e conserto o levaram a conflitos e incertezas típicos de alguém necessitado de perdão. Isto é coisa de herói de verdade. Voltar atrás, ceder, declarar-se culpado, abrir mão de sua razão, pedir perdão são sinônimos de nobreza e hombridade. Difícil acreditar que se pode ir para o céu sem isso. Quando o amor de Deus não constrange mais e deixa de ser o único motivo, vem a tolerância com Jezabel e a queda mesmo permanecendo de pé.



Quem tem ouvidos, ouça.


E ao anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete Espíritos de Deus e as sete estrelas: Eu sei as tuas obras, que tens nome de que vives e estás morto. Sê vigilante e confirma o restante que estava para morrer, porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus. Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei. Ap 3.1-3


=======================================
* Todos os personagens citados são de propriedade intelectual da DC Comics.

** Mais sobre a Morte do Super-Homem, clique aqui.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

2010: o Ano da Pertubação!


Sai ano, entra ano e é lugar comum nas igrejas evangélicas a adoção de um lema para os próximos 365 dias. Não que eu seja contra, pelo contrário, tanto que resolvi aderir à idéia: 2010, o Ano da Pertubação!

Por que disto? Bem, recentemente eu conversava com um amigo e ele me dizia sobre a diferença dos dias atuais para os tempos bíblicos e sobre a questão de não haver mais perseguição ao evangelho fora dos países onde não existe liberdade religiosa. Eu ponderei dizendo residir aí o grande problema: o que se chama de evangelho não é o Evangelho, pelo menos não o do Reino pregado por João Batista e o próprio Senhor Jesus. Todos sabemos dos erros doutrinários disseminados pela tv e pelos púlpitos do mundo afora, entretanto, cuido para não ser repetitivo e prefiro olhar o outro lado da moeda. Sim, porque nem todos são adeptos das megalomanias modernas, então, tentamos manter-nos longe do que tão claramente é equívoco. Por outro lado, o que temos apresentado como contra-partida?

Porém, não os achando, trouxeram Jasom e alguns irmãos à presença dos magistrados da cidade, clamando: Estes que têm alvoroçado o mundo chegaram também aqui...
At 17.6


E
ra assim que a sociedade da época classificava os cristãos, os que têm alvoroçado o mundo, aqueles que pertubavam a ordem das coisas. Eles não faziam marchas "pra Jesus", não incitavam luta armada nem eram contra as autoridades civis da época, simplesmente faziam aquilo para o qual tinham sido chamados, ou seja, pregar o Evangelho. Sinceramente... seja sincero consigo mesmo e responda: é o que temos feito, nós que não pregamos prosperidade nem qualquer outro tipo de invencionice?


Reparo muitas vezes um amor piegas no tratamento com aqueles que visitam os templos, uma preocupação hercúlea para a pessoa se sentir bem, ela tem que se sentir bem e pronto. Não se pode pregar de tal forma que ela se sinta melindrada, não se pode fazer "dodói" se não ela nunca mais volta. Desta maneira, cometemos os mesmos erros que muitas vezes criticamos e acabamos sendo um sal insípido que para nada serve. A Bíblia é clara. Se "todo aquele que nele crê não pereça, mas, tenha a vida eterna" então "todo aquele que nele NÃO crê perecerá e NÃO terá a vida eterna". Ponto. Isto é a justiça de Deus, gostando o ouvinte ou não.

Estou enfadado de mensagens que fazem rir, que apresentam um deus-avô que é incapaz de castigar alguém. Há uma tendência em não se falar mais de juízo, inferno, ranger de dentes, aflição, tribulação, etc. Soa como um desejo de que nós sejamos aceitos, que nós sejamos queridos por todos e todos vejam o quanto somos legais e carinhosos; aquela coisa bem piegas de patota, sabe... Como resultado, os cristãos que antes eram mal-vistos pela sociedade e pelos políticos, hoje, recebem títulos de cidadão honorário em sessões solenes nas câmaras municipais.

P
recisamos de pertubação. Pode alguém se converter sem se pertubar, sem se angustiar ante a santidade de Deus em contraste com seus pecados e sua imundície, seus fardos e o odor de suas enfermidades? Alguns podem se gabar e fazer chacota dos tele-mercenários, mas, por outro lado... o que dizer de seus cultos 3x4, sempre com uma palavrinha "chá-com-pão", insossa, e um louvor arrastado... aqueles jargões tipo "vire para o irmão do seu lado e diga...", "levante suas mãos, adore a deus", "quem tá feliz dá glória a deus", "eu profetizo que hoje é o dia do seu milagre", "algo sobrenatural vai acontecer aqui hoje", "eu sinto uma atmosfera diferente" e por aí vai. Detalhe: existe uma falta de conhecimento bíblico medonha! Inacreditavelmente, há pregadores, líderes e outros, que mal conhecem as Escrituras, não tem intimidade, sabe como é? Prega-se tanto no Antigo Testamento, porém, nunca se prega sobre as profecias de juízo e sobre a Lei. Coincidentemente, o apóstolo Paulo diz que a Lei expõe o pecado... ahn... então, acho que é isso. Falar de pecado? Não, não... cuidado para não magoar o visitante.


Nela, não comerás levedado; sete dias nela comerás pães asmos, pão de aflição (porquanto apressadamente saíste da terra do Egito), para que te lembres do dia da tua saída da terra do Egito, todos os dias da tua vida. Dt 16.3.

Quando esta geração insossa terá entendimento sobre os atributos de Deus? Dá para compreender que ELE exigia que os pães asmos fossem comidos durante uma festa? Não num dia de sepultamento ou lamentações, mas num dia de celebração para que o povo nunca se esquecesse de onde o Eterno havia lhe tirado. Nosso Deus é um Deus de pertubação! Dia de festa, pães da aflição! Jesus não veio trazer paz, mas, espada! Veio contrastar, veio inquietar, então, porque temos nos conformado com este século, irmãos? Se não meter o dedo na ferida, ela nunca sarará. Se não expusermos os pecados, não haverá arrependimento, porque, não posso me arrepender do que não sei do que se trata. Não há como buscar se santificar se a vileza da nossa natureza não é exposta na nossa cara a fim de nos confrontar. Não pregar sobre juízo é desonestidade, é não contar toda a história, é ser omisso e irresponsável com o dever de ministrar a santa Palavra, é ter parte na condenação de muitos...

Eu quero ser pertubado! Não quero ouvir mais só sobre promessas, pois, a da vida eterna me é suficiente. Ele nos escolheu, nos reconciliou com ELE e voltará para nos buscar! Eu quero pessoas que me pertubem com pregações confrontantes e me ajudem a buscar mais santidade. Pregadores como Paulo Júnior, Leonard Ravenhill, David Wilkerson, Paul Wahser, Tim Conway, Mark Discroll e John Piper. Incito você, meu caro leitor, não a ser um rebelde-sem-causa, não; apenas a pregar a Palavra com coragem. Seja franco. Não tenha medo de ser tachado como diferente, ser discriminado, ser deixado de escanteio; resista!


Resista!



Porque alguém tem que ter a cabeça numa bandeja de prata...




Alguém...


E que venha a pertubação!


=============================================

*Na seção Papo Tube, The Obama Deception 2009.


Direitos Autorais Preservados