sábado, 9 de agosto de 2014

As Medidas Socioeducativas Das Igrejas Impedem O Arrependimento. Saiba Como Se Prevenir!

  O Que É Preciso Para O Arrependimento?



Medidas socioeducativas “são medidas aplicadas pelo Juiz com finalidade pedagógica em indivíduos infanto-juvenis (adolescentes, ou seja, inimputáveis maiores de doze e menores de dezoito anos, que incidirem na prática de atos infracionais (crime ou contravenção penal). Medidas de natureza jurídica repreensiva e pedagógica para inibir a reincidência dos mesmos e prover a ressocialização”. Só-que-não, segundo as estatísticas, no que tange à reincidência. Sendo assim no âmbito natural, o que se dizer de um pseudo evangelho que copia aquelas medidas?

Porque existe uma epidemia na igreja evangélica brasileira que não está ligada à raiz denominacional. Com sutis diferenças de uma para a outra, as congregações adotam uma pedagogia tosca para ensinar os preceitos bíblicos. E se você pecar, bem, você pode ficar um tempo no “banco” (fora de algumas atividades), arrepender-se e orar. Até aí, razoável e essa é a sutileza. Nessas igrejas você têm oração, palavras de arrependimento e choro, só que de uma forma diferente daquela que Deus quer. Isso é corriqueiro, sempre foi na história de Israel. Por vezes, no Antigo Testamento, Deus rejeitava a festa e o jejum empreendidos. Ele é específico, logo, existe um modo para se arrepender, um modo para orar.

Arrisco-me a dizer que por essa razão, muitos vivem numa gangorra espiritual. Caem, levantam, caem de novo, levantam, somem, voltam, somem de novo… Firmar-se no Reino é árduo, o jugo parece pesado demais, mas o problema, não está nela. Pode estar na maneira errada que lhe ensinaram para se arrepender e orar. Você não sabe o que é sentir dor pelo pecado nem nunca ouviu falar, já que o discurso é pesado demais para um infanto-juvenil. Assim é tratada a membresia da igreja evangélica brasileira. Alguém que não merece receber a punição que realmente merece receber. Alguém que precisa ser mantido na frequência, sob às vistas, como um adolescente cujos pais preferem acreditar que ele é o que eles pensam que é.

E assim muitos ficam pelo caminho… Porque mesmo seguindo as medidas socioeducativas, parece que falta alguma coisa. Olhando ao redor todos parecem felizes, crescendo e prosperando, enquanto, você está submerso num monte de dúvidas. Sua alma anda inquieta. Você é uma benção na congregação. Você sempre se arrepende quando peca, mas não consegue parar de flertar com o pecado. Pensando que o problema está em si, muitos sucumbem e nunca mais voltam a ser o que foram um dia. Ao tentarem, pegam a estrada que lhes ensinaram lá atrás e, que por vezes, está fora do mapa de Deus.

Na Antiguidade, Deus proclamou um cativeiro de 70 anos a Israel. Seus sacerdotes, à moda do evangelho de medidas socioeducativas disseram que não, que seria apenas de dois vindo depois o alívio. Apesar disso, ele não veio e jamais viria. Deus não se deixa escarnecer e o que o homem plantar, isso também colherá. Não basta ir à frente no momento de apelo e dar uma arrependida. Não basta retomar a assiduidade aos cultos e achar que está tudo certo. Não mesmo, é preciso chorar sua miséria. Arrepender-se segundo a intensidade que Deus requer e esperar que Ele mude a sua sorte.

Pense nisso!

Pranteiem como uma virgem em vestes de luto que lamenta pelo noivo da sua mocidade. Joel 1.8


Obs: o título correto da pregação do Paul Washer é "10 Acusações Contra a Igreja Moderna".

anteiem como uma virgem em vestes de luto que lamenta pelo noivo da sua mocidade.

Joel 1:8
 como uma virgem em vestes de luto que lamenta pelo noivo da sua mocidade.

Joel 1:8
Pranteiem como uma virgem em vestes de luto que lamenta pelo noivo da sua mocidade.

Joel 1:8

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba Nossas Atualizações Por Email!