quinta-feira, 2 de maio de 2013

Quem É O Deus Verdadeiro? O Meu Deus Ou O Seu Deus?


O Deus da Bíblia é o único e verdadeiro Deus
É muito comum o uso do pronome pessoal possessivo "meu" quando se refere a Deus. Tanto evangélicos como não evangélicos têm esse costume para apontar autenticidade naquele em que se acredita. É quase como se atestar que o meu é que é o verdadeiro. Observa-se na Bíblia um sem número de versículos, como por exemplo Sl 18.21; 38.15; 104.33; Fl 1.3, entre outros, cujo realce é feito por aquele verbete. Mas, afinal de contas, qual é o Deus de verdade? O meu Deus ou o seu Deus? E como saber se o que pensamos ser Deus é apenas deus?

Recentemente conversava com uma pessoa não cristã e ela afirmava duvidar que o deus no qual ela cria fosse capaz de determinadas atitudes. Eu argumentei que a Bíblia traz registros sobre os atributos divinos, porém, ela contra-argumentou com a expressão "o deus em que eu acredito". Aqui está a lacuna que milhares de denominações estão fazendo aumentar cada vez mais. Ouvir isso de uma pessoa leiga, sem problemas. O lamentável é a geração de crentes leigos que desconhecem os fundamentos da sua fé e passam a depositar esperança num caricatura daquele que é o Deus da Bíblia.

Pare para pensar em certas verdades que você aprendeu desde o tempo de sua conversão. Faça um exercício de argumentação de cada uma delas utilizando o conhecimento bíblico que você tem. Porque o que mais ouço são defesas apaixonadas de certas teologias. Apelos à ironia e à indiferença sem nenhum tipo de constatação razoável à luz das sagradas escrituras. Não serve a Bíblia como parâmetro? Seu exame demonstra-se insuficiente diante de experiências e revelações pessoais? Por que o cristianismo tem um registro escrito de seus pilares (a Bíblia)?

Para ajudar o seu raciocínio, perceba o seguinte. Anos atrás estava na moda um louvor que dizia "quem tem promessa de Deus não morre". Muitos pregadores fizeram mensagens acaloradas apresentando uma espécie de seguro de vida garantido pelos céus, afinal, você não poderia morrer sem ver o que Deus lhe prometeu cumprido. Era garantia de que o avião no qual você estivesse não cairia - sério, eu ouvi isso! Pois bem, que deus bacaninha esse não? Agora, será que é o Eterno, o que era, o que é e o que há de vir? Dê uma paginada no livros dos Hebreus, capítulo 11, v.13: "todos esses morreram na fé, sem terem recebido as promessas". Percebe a diferença entre o deus deles e o da Bíblia?

Esse é um dos maiores, senão o maior problema atual do denominacionalismo moderno. Essa personalização de Deus como se ele fosse o seu avatar de um rede social. Cuidado, irmão! Cuidado! Você pode estar enganado e sendo ensinado a enganar. Se já se prontificou ao ensino e ao compartilhar de Cristo com as pessoas, faça-o de maneira primitva. Dê ouvidos ao conselho do apóstolo:

"Amados não creia em todo espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos profetas se têm levantado pelo mundo" (1 Jo 4.1).

Do contrário, arriscará permanecer sinceramente errado até descobrir a verdade quando já não houve mais chance de voltar atrás.

Permaneçamos firmes!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba Nossas Atualizações Por Email!

Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...