quinta-feira, 3 de maio de 2012

Como Organizar As Finanças Pessoais. Dica #4: Riqueza


Façam para vocês bolsas que não se gastem com o tempo, um tesouro nos céus que não se acabe, onde ladrão algum chega perto e nenhuma traça destrói. Lc 12.33

Caso não existisse esse versículo, creio que algumas pregações da atualidade seriam mais grotescas do que já são. Ou se de repente, houvesse um registro de Jesus incentivando os seus discípulos a ajuntarem tesouros tanto no céu quanto na terra. Seria um salseiro danado, especialmente, um prato cheio para os tosquiadores de ovelhas.

Por outro lado, muitos reprimem seus sentimentos de prosperidade. Chegam a se sentir culpados por terem alguma economia guardada ou nem se preocupam em ter uma. Não poderia ser do contrário quando o do microfone esbraveja que é melhor investir no Reino de Deus do que na Poupança. Assim, toda evolução econômica é posta como uma responsabilidade totalmente divina. Se acontecer é porque Deus quis, se não acontecer é porque Deus não quis.

Bom, deixemos os espiritualistas de plantão de lado. O fato é que juntar dinheiro é um sintoma de saúde financeira. Aqui, na Terra, paga-se até para morrer e isso nem sempre tem aviso prévio. Uma doença repentina, um reparo no carro ou simplesmente se dar um luxo. Tudo tem o seu preço. Qualidade de vida física e espiritual requerem la plata (já viu o preço de uma boa enciclopédia bíblica?).

Meu desejo sincero é que você não passe o 2º semestre de 2012 tentando acertar a fatura do seu cartão (lotado com gastos de material escolar, Páscoa, Dia das Mães...). Que você possa dar um novo destino para o dinheiro das férias e seu décimo terceiro. Para tanto, eu indico a você esse livro: “As 10 Principais Diferenças Entre Os Milionários E A Classe Média”, de Keith Cameron Smith. Como escrevi na segunda postagem dessa série, o problema não está em quanto você ganha, mas na sua mentalidade. Conheça uma pouco mais do livro:

Como você quer que a sua vida seja daqui a 10 anos? Se esse tipo de pensamento já passou por sua cabeça, é um bom sinal. Segundo Keith Cameron Smith, quanto mais conseguimos estender nossa visão até o futuro, mais chances temos de ser bem-sucedidos financeiramente.

Como você quer que a sua vida seja daqui a 10 anos? Se esse tipo de pensamento já passou por sua cabeça, é um bom sinal. Segundo Keith Cameron Smith, quanto mais conseguimos estender nossa visão até o futuro, mais chances temos de ser bem-sucedidos financeiramente.

Esse conceito está entre os 10 princípios que, segundo o autor, caracterizam a mentalidade milionária e a distinguem do pensamento comum. Neste livro, ele mostra que adotar essas ideias é uma atitude imprescindível para todos os que desejam enriquecer de forma honesta, realizando atividades que lhes dão prazer e sem abrir mão de outros aspectos importantes da vida, como os relacionamentos.

Para isso, ele compartilha o que aprendeu por meio das suas próprias experiências com o sucesso e o fracasso. Uma de suas principais conclusões é de que o processo de enriquecimento só é possível graças a um preceito básico: a mentalidade milionária dá mais valor à liberdade do que ao conforto e, por esse motivo, consegue as duas coisas.

Meu comentário: você pode até não chegar a enriquecer, porém, certamente chegará num patamar bem melhor do que o atual. Fato.

Porque a sabedoria serve de sombra, como de sombra serve o dinheiro... Ec 7.12




Compartilhe

Bookmark and Share


 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba Nossas Atualizações Por Email!

Link Within

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...