terça-feira, 11 de agosto de 2009

A falsa sensação de segurança espiritual resultante de um pervertido íntimo humano


Aconteceu meio assim... de repente. Foi muito duro pra mim. Ele sempre foi tão firme! Nunca havia me deixado na mão, nos momentos bons ou ruins lá estava ele. Eu podia contar com ele, eu sabia que podia, mas... de repente: ele começou a agir estranho. No começo eu quis acreditar que não estava acontecendo, só que não estava tudo bem e não tinha como deixar pra lá. Foi inacreditável. Perplexo, eu passava a mão na cabeça e perguntava: por quê? Eu pensava que ele estava protegido... eu pensava... e então ele já não era mais o mesmo. Rendido. Dominado. Totalmente contaminado!

Calma, calma. Este não é o relato da queda de algum irmão ou coisa do tipo. Aconteceu semana passada com o meu pc. Exatamente. Ele pegou um vírus que tirou o meu sossego, porém, agora está tudo bem; o problema foi solucionado sem necessitar da famijerada formatação. Enquanto eu procurava solucionar esta demanda, eu refleti muito porque me chamou atenção o "Eu pensei que (ele) estava protegido". Fiquei imaginando também no que poderia ter causado o estrago, ah... se não tivesse feito aquele download! Fui traído pela minha própria ganância. Tenho tantos games que daria para jogar diariamente cada um deles até a Copa do Mundo de 2014. O ser humano, no entanto, é um eterno insatisfeito e quanto mais tem mais quer. Pimba! Como também sou um (ser humano), lá fui eu clicar no link virótico para baixar o game de corrida que me custaria horas e mais horas de aflição, já que dependo do meu pc para diversas atividades. Vigiei pouco!

Por outro lado, foi uma grande lição. Quantos não são os crentes que se deixam levar num instante de cochilo espiritual provocado por cansaço ou por uma conquista tão sonhada ou por falta de sinceridade consigo mesmo? Parecia que estava firme na igreja... parecia que estava na visão, na doutrina... parecia tão ungido, tão usado por Deus. Pensava que estava firme, pensava que estava na visão, na doutrina... pensava que estava bem porque era usado por Deus. Devemos buscar saber do Senhor que é onisciente qual é a nossa real situação espiritual como o rei Davi fazia pedindo ao Senhor para sondá-lo. Devemos refutar qualquer conclusão baseada em princípios naturais ou dentro de uma linha meramente carnal e quando digo carnal refiro-me a nossa total limitação em enxergar sob a ótica do Espírito Santo.

Éramos filhos da ira, Deus nos fez filhos Seus. Éramos indignos, Deus nos fez dignos por meio de Jesus Cristo. Não podemos esquecer de quem fomos um dia nem de que a estrutura adâmica ainda está em nós. Adão também pensou que estava bem, também pensou que estava firme, também pegou um "game" do qual não tinha tanta necessidade assim... "porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice" Gn 8.21. Isto somos nós! Estamos sim debaixo da graça e desfrutamos de todos os privilégios conquistados na cruz do calvário, mas, ai do homem que se esquecer daquilo de que é feito. Você está firme? Sente-se firme porque está em dia com suas obrigações eclesiásticas? O que será que a Palavra nos diz a respeito?

Não é hora de adequarmos a Bíblia à nossa personalidade ou qualquer outra baboseira produzida por uma natureza corrupta e egoísta. Tapemos os ouvidos para o humanismo e toda a cultura grega que tem secularizado muitas pregações. É legal ser elogiado e ouvir sempre uma palavra de vitória, mas péra lá... prestemos a Deus um culto racional e não algo parecido com treinamento de vendas. Porque nosso coração é enganoso. Porque existem caminhos que parecem bons aos nossos olhos, mas são caminhos de morte (Pr. 16.25). Logo, seja sábio e não confie no seu feeling, desconfie! Porque já é a última hora. São estes os instantes que atencedem o soar da última trombeta. Então, por favor, meu irmão! Como pregava o saudoso pr. Luiz Antônio, é hora de "ora[r] um pouco mais, jejua um pouco mais, quebranta um pouco mais...".

Quem tem ouvidos, ouça.


2 comentários:

  1. ...un mundo lleno de incomprnsibles movimientos de terror y dominio del sistema.En este tiempo
    para descansar,
    amar, sentir y vivir
    todas las sensaciones
    que den paz,
    sosiego y
    tranquildad a nuestro corazon.
    Desde mis HORAS ROTAS,
    y AULA DE PAZ
    un afectuoso abrazo y
    cariño compartido
    siempre desde el alma
    saludos
    de amistad:
    ---Jose Ramon---

    ResponderExcluir
  2. Cara,
    Palavra oportuna.
    É bom ter você na família!

    ResponderExcluir

Receba Nossas Atualizações Por Email!